Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

Senado faz homenagem aos cem anos do Hospital Amaral Carvalho

A sessão especial do Plenário foi requerida pela senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), que lembrou que o hospital começou com a preocupação da família Carvalho, em 1915, com o grande número de morte de mães no parto de seus bebês.

© by Geraldo Magela/Agência Senado

(Agência Senado)
O Senado prestou homenagem nesta terça-feira (17) aos cem anos do Hospital Amaral Carvalho, referência nacional no tratamento do câncer e no transplante de medula óssea. Localizado na cidade de Jaú, São Paulo, o hospital filantrópico recebeu elogios de parlamentares por oferecer um tratamento humanitário e por contar com um grande corpo de voluntários.

Geraldo Magela/Agência Senado
Geraldo Magela/Agência Senado

A sessão especial do Plenário foi requerida pela senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), que lembrou que o hospital começou com a preocupação da família Carvalho, em 1915, com o grande número de morte de mães no parto de seus bebês. A família doou o terreno onde foi construída a maternidade, que futuramente seria o hospital Amaral Carvalho. Para a senadora, o mais tocante, ao visitar o hospital em 2010, foi ver que havia ali uma gestão humanizada.

— Sem dúvida é um hospital que reúne a competência, a capacidade e a solidariedade para cada recurso investido e continua a salvar vidas — disse.

A senadora destacou também que o hospital atende cerca de 75 mil pacientes, em 40 especialidades médicas. Os procedimentos oncológicos, como radioterapia e quimioterapia, atingem o número de 1 milhão. E o modelo de gestão privada e filantrópica consegue atender cerca de 95% de seus pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

— Isso é um feito extraordinário — ressaltou Marta.

O deputado federal Milton Monti (PR-SP) afirmou que as duas marcas mais importantes do hospital são a preocupação com um tratamento humanizado dos pacientes e o grande corpo de voluntários. O mesmo disse o deputado federal Ricardo Izar (PP-SP), destacando o número de 5 mil voluntários do hospital. O deputado Dr. Sinval Malheiros (PTN-SP), disse que o Amaral Carvalho é como uma pirâmide que conta, no topo, com os gestores, e, na base, com os voluntários. E o deputado Major Olímpio (PSOL–SP), ressaltou a importância de continuar exigindo do poder público os recursos para a saúde da população.

Na sessão, ainda falaram o presidente do Hospital Amaral Carvalho, Vitorio Munerato Neto; o superintendente do hospital, Antonio Luís Cesarino de Moraes Navarro; o diretor-presidente da Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do estado de São Paulo, Edson Rogatti; e o jornalista Milton Neves. O superintendente Antonio Navarro disse que até o final do ano, será inaugurado o Hospital da Mulher com as áreas de ginecologia e mastologia, duas das principais áreas para o combate do câncer em mulheres.

— Em nome da Fundação Amaral Carvalho quero expressar agradecimento aos excelentíssimos senhores parlamentares, à senadora Marta Suplicy que, com suas emendas individuais, permitiu que o hospital Amaral Carvalho viesse a edificar, até o final do ano esperamos estar pronto, o Hospital da Mulher, para atender em ginecologia e mastologia — afirmou.

Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *