Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Print

Posted in:

Diretoria do XV considera “dever cumprido” a missão de sediar a Copinha 2020

A missão de sediar a Copa São Paulo de Futebol Júnior foi cumprida com êxito, segundo avaliação do presidente do XV de Jaú, Rodrigo Luiz Paulino

© by Paulo César Grange - Site Oficial do XV de Jaú

(Paulo César Grange – Site Oficial do XV de Jaú). O Estádio Zezinho Magalhães sediou nove jogos, sendo que nos oito das três fases iniciais teve cerca de 16.500 torcedores, ficando em 12º lugar na lista de maior público dentre as 32 cidades-sedes.

Paulino lembra que desde abril de 2019 o clube e a Head Soccer começaram a trabalhar para trazer a Jaú, de forma inédita, a Copinha. “No início era uma aquela sensação de que será que vamos conseguir?”, disse, citando que a demanda de atribuições era muito grande.

“Graças a Deus a parceria XV-Head Soccer foi um sucesso. Conseguimos deixar a contento toda a estrutura física do Estádio Zezinho Magalhães e também a logística de hotéis, restaurantes, lavandeira, campo de treinamento… A gente fecha a Copa São Paulo com o sentimento de missão cumprida.”

Para o presidente do XV, a sede foi aprovada. A prova disso é que mesmo com o XV eliminado na primeira fase, o Jauzão foi mantido pela FPF como palco para mais três rodadas – segunda e terceira fase e oitavas. Por pouco Jaú não recebeu também um jogo das quartas-de-final – a opção da FPF foi levar o Botafogo-SP que eliminou o Londrina para Araraquara para o jogo diante do Internacional-RS.

XV de Jaú x Vitória-BA debaixo de chuva – Paulo C. Grange – XV de Novembro de Jaú

Rodrigo Paulino fala do aprendizado que foi organizar essa Copinha, diz que teve muitas dificuldades, foram feitos alguns ajustes no percurso, mas garante que o saldo foi altamente positivo.

Nos jogos do XV, segundo ele, o público foi gigante, com média de quase 5,5 mil pessoas. No último jogo os torcedores enfrentaram chuva para torcer pelo Galinho e não pararam de torcer até o apito final. Paulino deixa claro que a meta é sediar de novo a edição de 2021, fazendo de Jaú uma sede especial.

Em campo

A única frustração foi não classificado o XV para a segunda fase, que era a meta inicial. O XV perdeu dois jogos e venceu outro. Na avaliação do presidente, o elenco se comportou bem e deu conta do recado, exceto por cerca de 10 minutos diante do Serra, quando sofreu dois gols devido à desconcentração. “Isso custou nossa classificação”.

Time do XV na Copa SP – Paulo C. Grange – XV de Novembro de Jaú

O XV venceu o Guarani na estréia por 1 a 0, perdeu para o Serra por 2 a 1 e fez jogo de igual pra igual com o Vitória até os 32 minutos da segunda etapa, quando ocorreu um pênalti e o time baiano fez 1 a 0 no placar. O XV jogava pelo empate, mas esse gol foi fatal, tanto é que poucos minutos depois o time sofreu o segundo gol e acabou eliminado.

Reapresentação

A reapresentação do elenco e da comissão técnica está marcada para o dia 10 de fevereiro. No entanto, treinador e gerência de futebol já estão trabalhando a indicação e contratação de atletas para o time profissional.

Antes da volta aos treinos, porém, no dia 29 de janeiro, será realizado o Conselho Arbitral do Campeonato Paulista Sub-23 da Segunda Divisão. A expectativa é que a FPF apresente a proposta de se criar a Série A-4 em 2021. E, para ainda este ano, fazer um campeonato sem a terceira fase – da segunda fase vai direto para as oitavas-de-final

Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,