O melhor de Jaú e região em um só lugar! Desde 1999

Categoria:

Itália processa Apple por alegações de iPhones serem à prova d’água

Jauclick

Jauclick

Postagens assinadas como Jauclick fazem parte de conteúdos publicados pela nossa redação
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

(B9) – A Autoridade Nacional de Concorrência da Itália (AGCM) está processando a Apple em US$ 10 milhões por problemas com os iPhones que deveriam ser à prova d’água. Segundo o órgão, as promessas da empresa de Tim Cook sobre o smartphone da Apple ser resistente à água não se concretizam no mundo real.

Segundo a acusação, o iPhone só é resistente à água em ambientes laboratoriais controlados, com água pura, ambientes esses que, obviamente, não são encontrados pelos usuários do smartphone no mundo real. A AGCM também reclama do fato de a Apple não oferecer garantia para danos no aparelho gerados pelo contato com a água.

Um dos maiores incômodos do órgão italiano é o fato de a Apple afirmar em sua propaganda que o aparelho é à prova d’água e tratar a característica como um dos grandes diferenciais no marketing pesado da venda do aparelho. As propagandas prometem que o iPhone resiste à água em uma profundidade de até quatro metros.

Segundo as autoridades da Itália, a falta de seguro ou garantia para problemas com água no iPhone quebram artigos do código do consumidor relacionados a “práticas comercias agressivas” e “coerção ou influência indevida”. Em bom português: a Apple não garante reembolso ou assistência para um problema que, na pesada propaganda da marca, não deveria acontecer com os iPhones.

Segundo a BBC, cada violação de artigo do código do consumidor está rendendo à Apple um processo de US$ 5 milhões, totalizando dez milhões de dólares – o que, convenhamos, não é nada para uma empresa do tamanho da Apple. A empresa de Tim Cook se recusou a comentar o processo.

EM DESTAQUE