O melhor de Jaú e região em um só lugar! Desde 1999

Categoria: ,

Região de Jaú regride para fase laranja no Plano SP

Para o governador Dória, medida se justifica pelo aumento de casos
Diário do Jahu

Diário do Jahu

DDJ (Diário do Jahu), nosso parceiro de conteúdo.
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

A regional de Bauru, que inclui Jaú e outras dezenas de municípios, foi reclassificada para a fase laranja do Plano SP. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (15/01) pelo governador João Dória, que ressaltou o avanço da Covid-19 no estado. Dessa forma, as restrições aumentam, com o objetivo de reduzir o número de internações.

A atual taxa de ocupação de leitos de UTI, em nível estadual, é de 67,5%. Em Jaú, os últimos números divulgados pela Santa Casa são preocupantes: 85% de ocupação na UTI e 130% na enfermaria, o que significa que o hospital já opera acima da capacidade. Com base em estatísticas, o governador justificou a regressão de sete regiões no Plano SP. Dentre elas, situação mais preocupante em Marília, que migrou para a fase vermelha.

Na fase laranja, aplicada a partir de agora em Jaú, todos os setores de comércio e serviços continuam sendo permitidos, com exceção do atendimento presencial em bares. A ocupação máxima nos estabelecimentos passa a ser de 40% e o funcionamento presencial só é permitido até às 20h – ficam de fora os serviços considerados essenciais. De qualquer maneira, as regras específicas dependem de novo decreto de cada Prefeitura.

“Governo Bolsonaro gosta do cheiro da morte”

Durante o pronunciamento realizado hoje, João Dória voltou a criticar as ações do Governo Federal no enfrentamento à pandemia. Ao citar a situação caótica registrada em Manaus – onde faltam até mesmo tubos de oxigênio para atendimento dos pacientes – o governador colocou hospitais paulistas à disposição e informou que enviará ao Amazonas 40 respiradores produzidos pela USP. “A falta de comprometimento com a avida é mais um resultado do negacionismo do governo Bolsonaro”, criticou Dória.

EM DESTAQUE