O melhor de Jaú e região em um só lugar! Desde 1999

Categoria: , , ,

Amaral Carvalho abrirá hospital para tratamento da Covid-19

Prédio da antiga Jaú Diesel fica às margens da rodovia e foi doado ao HAC
Diário do Jahu

Diário do Jahu

DDJ (Diário do Jahu), nosso parceiro de conteúdo.
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

O Hospital Amaral Carvalho anunciou na manhã desta quinta-feira (28/01) a abertura do Centro de Combate à Covid-19. Serão 39 leitos destinados a pacientes de média complexidade, além de suporte laboratorial e estrutura de apoio aos funcionários. É possível que o espaço funcione na condição de “hospital de campanha”, já que a Prefeitura procurava um espaço para essa finalidade. A iniciativa surge no momento em que a Santa Casa, referência para esse tipo de atendimento em Jaú e região, se encontra em uma situação de colapso.

Como é um hospital prioritariamente para tratamento oncológico, o HAC tem pacientes imunodeprimidos, que requerem uma atenção redobrada. Desde o início da pandemia, para contribuir também no atendimento a quem sofre com a Covid-19, o hospital precisou criar áreas isoladas. Até hoje, em sua matriz, foram atendidos mais de 300 pacientes com coronavírus, em 37 leitos, sendo 29 de enfermaria e nove de UTI.

“É quase uma operação de guerra, tudo teve que ser muito bem planejado para não colocarmos em risco os nossos pacientes oncológicos, que, por si só, já sofrem com uma doença grave e que provoca a imunodepressão. Foi como construir novo fluxo de um hospital com uma pandemia em andamento, mas, com o esforço de todos, estamos conseguindo”, destaca o gerente médico do HAC, infectologista João Gabriel Soares.

Contudo, a capacidade do hospital, assim como na Santa Casa, chegou ao limite e forçou a tomada da decisão atual: abrir o Centro de Combate à Covid-19, que vai funcionar na Unidade Ana Maria Ferraz, antigo prédio da empresa Jaú Diesel, às margens da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros. O local fica ao lado da base da Polícia Rodoviária.

O imóvel tem cerca de dois mil metros quadrados e terá 39 novos leitos no total, sendo 35 para enfermaria e quatro de tratamento semi-intensivo. O serviço será custado por doações da população, de empresas, recursos próprios da instituição e verbas governamentais. Como não haverá pronto-atendimento, os pacientes serão encaminhados pela Central de Regulação de Vagas, conforme necessidade regional.

Estrutura

Além dos quartos de enfermarias, haverá estrutura para suporte laboratorial, treinamento de equipes multiprofissionais, refeitório e áreas de descanso para as equipes de atendimento, entre outras edificações. “Decidimos aumentar nossa contribuição nessa luta contra a pandemia, porque o Amaral Carvalho sempre foi fiel à sua história, fiel aos seus ideais, de sempre estar ajudando e resolvendo com a comunidade os problemas que afligem a sociedade”, afirma o diretor-superintendente da instituição, Antonio Luis Cesarino de Moraes Navarro.

EM DESTAQUE