Pandemia e inverno derrubam estoque de sangue. Doe!

Hemonúcleo de Jaú faz campanha para alertar sobre importância da doação para estoque de sangue
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

O estoque de sangue precisa crescer!

Assessoria do HAC – Denominada de Junho Vermelho, a nova campanha do Hemonúcleo Regional de Jaú tem como objetivo alertar para a necessidade de aumentar os estoques do banco de sangue. De acordo com a direção do local, as doações sofreram redução desde o início da pandemia, mas o período mais frio do ano costuma prejudicar ainda mais a situação.

O médico hematologista e coordenador do hemonúcleo, Marcos Augusto Mauad, diz que a campanha é uma maneira inteligente de reforçar o tema em uma época essencial. “Isso ocorre porque, a partir de junho, há queda nas temperaturas e, por consequência, aumento na incidência de casos de gripes e resfriados, que impossibilitam a doação.”

A unidade de Jaú fornece sangue e plaquetas para 11 hospitais da cidade e região, entre eles, o Amaral Carvalho. “As bolsas são usadas somente quando alguém corre o risco de perder a vida e isso é uma situação imprevisível. Alguém pode sofrer um acidente ou ter algum problema e precisar de sangue com urgência. Para isso, precisamos ter o material pronto e disponível para uso”, explica o médico.

Para garantir as doações e prezar pela saúde do doador, o hemonúcleo adotou medidas de precaução contra a COVID-19, como a disponibilização de álcool em gel para higienização das mãos e distanciamento dos assentos na sala de espera. Além disso, foi implementada uma entrada alternativa para que os doadores não precisem transitar pelo hospital.

E, para reduzir o número de pessoas na sala de espera, a unidade adotou o atendimento por agendamento prévio pelos telefones (14) 3602-1355 ou (14) 3602-1356.

Requisitos

Além do agendamento, é preciso se atentar a alguns requisitos para efetuar a doação. É necessário estar em boas condições de saúde, alimentado, descansado e pesar mais de 50 quilos. O doador também não pode ter apresentado quadro gripal ou sintomas de resfriado nos últimos 30 dias.

Para doar é preciso:
– Estar em boas condições de saúde;
– Ter entre 16 e 69 anos (menores, a partir dos 16 anos podem doar acompanhados de um dos pais ou responsável legal; maiores de 65 anos só podem doar se já doaram antes dos 60 anos);
– Pesar mais de 50 kg;
– Estar descansado (ter dormido pelo menos seis horas nas últimas 24 horas);
– Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa duas horas antes da doação);
– Portar documento oficial com foto (obrigatório);

O doador não pode:
– Estar utilizando determinados medicamentos (informe-se com a equipe do Hemonúcleo quais remédios impedem a doação);
– Ter tido hepatite após os 10 anos de idade;
– Ter tido evidência clínica ou laboratorial de doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue, como Hepatites B e C, AIDS (Vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas;
– Ter feito tatuagem, micropingmentação ou colocado piercing nos últimos 12 meses;
– Estar resfriado ou com gripe (aguardar sete dias depois do desaparecimento dos sintomas);
– Estar grávida ou amamentando;
– Ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas que antecedem a doação;
– Ter usado drogas ilícitas injetáveis;
– Ter realizado parto normal (esperar 90 dias após o parto) ou cesariana (esperar 180 dias após o parto);
– Ter sido exposto à situações de maior risco para contração de doenças sexualmente transmissíveis (aguardar 12 meses);
– Ter viajado para os Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Maranhão, Mato Grosso, Pará e Tocantins – locais com alto índice de malária (aguardar 12 meses).

Contato
Hemonúcleo Regional de Jaú
Telefone: (14) 3602-1355
Endreço: Rua Dona Silvéria, 150 – Jaú, SP
Atendimento de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 13h, e sábado, das 7h30 às 12h.

ANÚNCIOS SUMUP CONSULTOR PETERSON