Jaú acelera, mas afunda em ranking de vacinação

Bocaina é destaque na região e cidades já vacinam faixa de 45 anos

Celebrada pela Prefeitura de Jaú, a aceleração da vacinação contra a Covid-19 ainda não foi suficiente para melhorar sua posição no ranking estadual. Enquanto o município tem 24,6 mil doses em estoque, a região começa a aplicar doses em pessoas de 45 anos. Dentre as cidades mais próximas, Bocaina se destaca.

O empenho das equipes de vacinação em Jaú é inegável. Quem passou pelos dois pontos disponibilizados pela secretaria da Saúde testemunhou o profissionalismo e a dedicação dos servidores. Porém, a logística municipal se mostra desgastante para eles e ineficiente para atender a população na velocidade esperada.

Movimento tranquilo no Estádio Zezinho Magalhães, na quinta

De acordo com a Prefeitura, ontem (17/06) foram aplicadas 1,2 mil doses no ginásio Dr. Flávio de Mello e outras 950 no estádio Zezinho Magalhães, totalizando 2150. Porém, o “Vacinômetro”, também divulgado pelo próprio município e onde constam os dados oficiais, aponta apenas 775 doses.

Jaú tem vacina na geladeira

Uma justificativa para a aparente incoerência nos dados é que muitos números podem não ter sido computados oficialmente até agora. De qualquer maneira, o site “Vacina Já”, do Governo do Estado, revela que Jaú ainda mantém 24,6 mil vacinas em estoque, ou seja, quase 30% das 83 mil recebidas até agora. Essa realidade coloca Jaú na posição 611 dentre os 644 municípios paulistas.

Bocaina tem vacina no braço

Na microrregião, o destaque até aqui é Bocaina, que aplicou 98,5% das doses recebidas. De acordo com o “Vacina Já”, a cidade é a 38ª colocada no estado e possui apenas 86 doses em estoque.

Quem tem estoque, abaixa a idade

Em Assis, a Prefeitura percebeu que o estoque de vacinas era grande – embora menor que o de Jaú – e abaixou a faixa etária: agora quem tem a partir de 45 anos já está sendo imunizado. Para dar conta da demanda, além do drive-thru em um recinto de exposição, há pontos de vacinação em escolas e até um “corujão”, ou seja, atendimento noturno.

Com reforço das equipes da Saúde, a aplicação das doses ocorre de maneira ininterrupta durante 14 horas. “A gente estudou a possibilidade e viu que tinha condição de descer a faixa etária para 45 anos. A ideia da Prefeitura é imunizar o maior número de pessoas possível dentro do menor período”, ressaltou Camila de Moraes, coordenadora da saúde básica na cidade, em entrevista à TV Tem. Ela ainda lembrou que o Governo do Estado deu autonomia para que os municípios decidam sobre o ritmo de aplicação, conforme os estoques disponíveis.

Na última atualização do site “Vacina Já”, às 15h desta quinta-feira, Assis havia aplicado 86,2% das doses recebidas, ou seja, pouco mais de 53 mil das 61,7 mil recebidas.

Ao final da fila, 70 carros escutaram o famoso “passa amanhã que tem!” – Foto Arquivo DDJ

Jaú dispensa população

No final do expediente de vacinação quita, os poucos servidores disponíveis para esse trabalho se demonstravam exaustos, sem condições de seguir com o atendimento após o horário programado para encerramento, às 16h. No ginásio Dr Flávio de Mello, ainda havia 70 carros na fila quando o atendimento foi interrompido e as pessoas foram orientadas a retornar no dia seguinte, dentro do horário regular, que é das 8h às 16h.

Fonte: Diário do Jahu

Você vai tomar a vacina contra a COVID-19?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Compartilhe com a geral:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

responde, jaú!

O que está achando do governo Ivan Cassaro?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

ANÚNCIOS SUMUP CONSULTOR PETERSON