Sesc Piracicaba lança clipe de rapper jauense Estevan Canossa

O clipe de Homem Invisível foi escrito e dirigido por Marcos Atalla

O Sesc Piracicaba lançou o clipe “Homem Invisível” do rapper jauense Estevan Canossa nas suas redes sociais. O clipe integra a programação do Dia Nacional da Luta da População em Situação de Rua que é no dia 19/08.

O Dia Nacional de Luta da População de Rua teve sua origem em 2004, quando sete moradores de rua foram mortos e oito ficaram feridos, entre os dias 19 e 22 de agosto daquele ano, na Praça da Sé, em São Paulo. O dia busca refletir sobre as conquistas já realizadas e para lutar pelo o que ainda falta para esse grupo que é tão vulnerável.

Ilustrando a música de Estevan Canossa, inspirada em um homem real, o videoclipe retrata a dura rotina de um morador de rua e sua carroça de recicláveis. Nessa vida, onde prevalecem a discriminação e o desprezo, o homem invisível encontra a felicidade em coisas simples. Porém, ficar um pouco maluco parece algo inevitável para quem se encontra nessa situação, É uma questão de sobrevivência.

Estevan Canossa , residente em Bauru, compôs a música inspirada em um morador da cidade de Jaú, cidade onde nasceu, cresceu e onde reside seus familiares. Um dos pioneiros do hip-hop em Jaú, Estevan está na ativa desde 1.992. O Homem Invisível, ainda tem a participação de Tom Função RHK e Oseias Araújo.

O clipe foi protagonizado pelo ator Giovani Hakime e toda concepção artística, roteiro e direção foi realizada pelo cineasta Marcos Atalla.

Marcos Atalla é formado em Designer de Criação e Digital e atua no ramo de Ilustração, Fotografia, Animação e Video. Já fez vários vídeos clipes: Desperdício VV e Luto (Kito) Footloose e Aqui no mar (Griswolds) e Voar (Supertrunfo).

Em maio fez o Mini Doc “Holiday Road – Eu, Meu Irmão e a Música” vídeo integrante da Semana Mundial do Brincar do Sesc Piracicaba.

Sobre o clipe Homem Invisível, Marcos Atalla fala:

“A idéia é mostrar as dificuldades que uma pessoa nessa situação, não só as claramente visíveis, mas também as psicológicas. Se sentir invisível não é exagero, são pessoas realmente ignoradas por grande parte da população e as consequências disso, principalmente quando pensamos no psicológico, são inquestionavelmente drásticas. Alguns (ou muitos) apelam para o álcool e as drogas para fugir dessa triste realidade, os que não, acabam ficando um pouco loucos sem nenhum entorpecente, como se fosse uma manobra do próprio sistema de defesa do corpo. Usando o personagem do videoclipe como exemplo, enquanto se diverte fantasiando coisas mirabolantes, como um super-poder de controlar os pássaros, é julgado e discriminado pela sociedade. E ao mesmo tempo que o pássaro serve como terapia, ele traz angústia e uma certa inveja pela liberdade que representa.”

A realização do clipe é do Sesc Piracicaba !

Clique e compartilhe o clipe Homem Invisível:

PRODUÇÃO HOMEM INVISÍVEL

WILSON MORAES – 14 – 997784662 / 14 – 3225-0007

Compartilhe com a geral:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

responde, jaú!

O que está achando do governo Ivan Cassaro?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

ANÚNCIOS SUMUP CONSULTOR PETERSON