Blog do Moraes

Blog do Moraes: Jogo Rápido – Comedy Night

Estreia do quadro "Jogo rápido" do Blog do Moraes começa com os artistas do Comedy Night.

O Blog do Moraes resgata mais um quadrinho do blog antigo. Um papo rápido com artistas da cidade e região – JOGO RÁPIDO.  E a estreia do Jogo Rápido no Jauclick são om Avner, Carolina Madalena, Helo Ferraz, Mario Bailão e Tota Rozante.

Os cinco artistas são os protagonistas do Comedy Night que acontece todo domingo de novembro. Com o lema  “Não acabou, mas já estamos melhores! Em meio a tudo o que vivemos nos últimos tempos, muitas vezes, esquecemos que rir ainda é um bom remédio”  o Comedy Night mistura stand up e improviso o o elenco promete entregar um espetáculo único a cada semana.

Os ingressos para a ultima sessão  podem ser adquiridos por R$ 20 (individual) ou R$ 30 (duplo) e serão vendidos antecipadamente, no portal Sympla.com ou na RiverSide.

JOGO RÁPIDO – COMEDY NIGHT

AVNER

Profissão: Comediante e Roteirista

Breve histórico da sua carreira:

 “Deixei muitas coisas pela metade, mas nunca um Big Mac”, AVNER, 2021. Esta frase de traseira de caminhão é de autoria de Avner – comediante, roteirista, ator e diretor.

Natural de Jaú, ele começou a fazer teatro aos 14 anos e, na maioria das vezes, trabalhou em peças de comédia. Seu primeiro show foi em uma competição de Open Mic, em 2010, na cidade de São Paulo, contudo, de lá para cá, o gordinho já se apresentou nos principais shows de comédia.

Programas nos canais Multishow e Comedy Central e alguns youtuber’s como Kéfera, Depois das 11, Julio Cocielo entre outros contam com seus roteiros e também recebeu sua ilustríssima presença.

Primeiro espetáculo que viu: Lembro-me da minha primeira ida ao circulo.

Primeiro espetáculo que fez: Flicts, pela Cia infantil do Epifania 2007.

Espetáculo inesquecível que viu: A Família Addams, o musical.

Espetáculo inesquecível que fez: Deu Ruim – Stand Up e Improviso em Jaú no ano 2015.

Artista do Mundo: Robin Williams.

Artista do Brasil: José Vasconcellos.

Artista de Jaú: Hilda Hilst.

Melhor artista de comediante/roteirista da atualidade: Cris Wersom.

Ser comediante no Brasil é: Hoje é uma eterna concorrência, têm governantes fazendo piadas muito melhores.

A arte para você é: Resistência.

CAROLINA MADALENA

Nome: Carolina Madalena

Profissão: Autônoma

Breve histórico da sua carreira:

Iniciei no teatro aos 7 anos e entrei para o mundo circense aos 11 (onze) anos para nunca mais querer sair. Ministrei aulas de circo e teatro, além de oficinas e workshops. Atuei em inúmeras peças teatrais e espetáculos circenses. Atualmente sou atriz, palhaça, contorcionista, improvisadora, maquiadora artística, escritora, além de realizar performances de pirofagia. Também trabalho com intervenções artísticas personalizadas em eventos públicos e particulares.

Primeiro espetáculo que viu: Peter Pan

Primeiro espetáculo que fez: A Camponesa e a Rainha

Espetáculo inesquecível que viu: Divas no Divã

Espetáculo inesquecível que fez: Espetáculo Circense no Encontro das Tribos em São Paulo.

Artista do Mundo: Jim Carrey

Artista do Brasil: Paulo Gustavo / Tata Wernek

Artista de Jaú: Tota Rozante

Melhor artista de improviso da atualidade: Anderson Bizzochhi

Ser comediante no Brasil é:  Desafiador, porém o amor pela arte vence qualquer desafio

A arte para você é: A melhor ótica de se ver a vida e a melhor forma de vivê-la.

HELO FERRAZ

Profissão: Atriz/ Bibliotecária

Breve histórico da sua carreira: Me apaixonei pelo teatro quando fiz uma peça na escola chamada Auto da Compadecida, e eu era o palhaço, na verdade eu transformei o palhaço em dois personagens, porque esse papel era da minha amiga e eu queria muito fazer, e ela topou e fizemos tipo o branco e o augusto. Foi demais. Eu pensei na musica, na maquiagem e na roupa de todo mundo. Meio Militante né. Kkkk

Entrei pra uma cia de teatro em Jaú chamado Epifania e depois aos 18 anos fui para Araraquara fazer o Curso Técnico em Arte Dramática, para obter meu DRT. Morei lá por 5 anos e desenvolvi vários trabalhos nesse meio de tempo.

Trabalhei em um Museu chamado Espaço do Boneco, onde era monitora e atriz. Recebíamos escolas e o publico em geral para visitas ao Museu, que obtinha os bonecos pertencentes a Cia Polichinelo, os bonecos que já haviam saído de cartaz. E aos FDS apresentávamos peças de teatro de bonecos.

Viajei várias vezes com a Cia Polichinelo pelo estado de São Paulo. Voltei para Jaú e entrei no Grupo Voluntário Remédicos do Riso, do qual sou qualificada para exercer o papel da Sarakura, minha clown. Sou formada em pedagogia, sou bibliotecária e sou Contadora de Histórias. E atualmente faço parte do Grupo de Improviso no qual estamos em Cartaz.

Primeiro espetáculo que viu: Não lembro o nome, mas era de circo e eu vi uma menina linda vestida de boneca saindo de uma mala, e eu me apaixonei por ela. Eu tinha 9 anos e eu queria fazer isso, causar esse impacto que ela me causou saindo da mala, mas não necessariamente eu sairia de uma, mas faria algo artístico que causaria o mesmo impacto. E essa menina é a Carol, minha parceira de cena. Lindo né?

Primeiro espetáculo que fez: “Quem Casa quer Casa”

Espetáculo inesquecível que viu: “Romeu e Julieta- Grupo Galpão”

Espetáculo inesquecível que fez: “Asas ao Vento”

Artista do Mundo: “Charlie Chaplin”

Improvisador do Brasil: “Elídio Sanna”

Ser comediante no Brasil é: Uma boa “luta” para ressignificar o humor e arte no geral.

A arte para você é: é meu propósito, meu legado.

MARIO BAYLÃO

Profissão: Músico

Breve histórico da sua carreira: Iniciei tocando na igreja quando criança. Aos 18 anos ingressei profissionalmente na música, logo após ficar desempregado. Dois anos depois, resolvi tentar viver somente de música, com a premissa de que, se nada desse certo, voltaria ao estágio anterior. Pedi as contas, fui pra Tatuí, pra USP, estudei muito, me formei e estou aí tentando viver de música há 10 anos. Sem perspectiva de voltar a trabalhar (já que muitos dizem que o que eu faço não é trabalho); não tenho tempo pra isso.

Primeiro espetáculo que viu: Show do Jota Quest, em Jaú. Tinha uns 10 anos.

Primeiro espetáculo que fez: A pequena Via, com a companhia de teatro da Canção Nova (interpretei o Menino Jesus), acho que as 9 ou 10 anos.

Espetáculo inesquecível que viu: Concerto para piano de Grieg, em Lá menor, em 2016. Vi meu professor tocar com a orquestra da universidade.

Espetáculo inesquecível que fez: Concerto com o Coral da USP Ribeirão Preto em Montevidéu, no Encontro de Corais Corearte Rio de la Plata, onde interpretamos uma peça de minha autoria.

Artista do Mundo: Ludwig van Beethoven

Artista do Brasil: Nelson Freire

Artista de Jaú: Mir de Oliveira (lendário e eterno)

Melhor artista de stand-up da atualidade: Os Barbixas (meu favorito é o Elídio)

Ser músico no Brasil é: desafiador

A arte para você é: o espelho da alma, reflexo do que temos de melhor (e pior) dentro de nós.

TOTA ROZANTE

Profissão: Artista

Breve histórico da sua carreira: Tota Rozante é ator (DRT/SP 49047), improvisador, músico e professor de improvisação e palhaçaria.

Estudou Improvisação Teatral e Palhaçaria com: Gustavo Miranda, Omar Argentino Galvàn, Márcio Ballas, Marco Gonçalves, Palhaça Rubra, entre outros. Atuou na Noite da Comédia, com Bella Marcati e Andrés Giraldo, integrantes do time de convidados da Cia Barbixas.

Dentre seus principais trabalhos estão: Direção do Espetáculo de Improviso “Game of Clowns” do grupo de Palhaços de Hospital Remédicos do Riso e Direção Artística do mesmo grupo; Atuação no Improcine, espetáculo de improviso apresentado no Festival de Inverno na cidade de Jahu; Docente do curso “Oficina de Teatro” do Senac Jahu; Atuação e Direção no “MST – Movimento do Sem Texto”, espetáculo aprovado em 2017 no Edital de Projetos Culturais do SESI-SP; Direção e orientação de diversos grupos de Doutores Palhaços no Brasil.

No ambiente virtual, criou e dirigiu a “Clownrentena”, espetáculo de improviso com palhaços, inspirado em situações cotidianas desse “novo mundo virtual”.

Em 2021, integrou a dupla campeã do 1º Catch de Impro do Interior Paulista Online e atualmente, dirige o elenco de improviso e é ator convidado do espetáculo Comedy Night, apresentado em Jaú.

Primeiro espetáculo que viu: O Menino Maluquinho (Ziraldo)

Primeiro espetáculo que fez: Não lembro o nome, mas foi na escola, há muito tempo, eu era um sapo, tinha apenas 1 fala e na hora da apresentação, esqueci. Por isso me especializei em improviso kkkk.

Espetáculo inesquecível que viu: Portátil (Espetáculo de Impro do Porta dos Fundos)

Espetáculo inesquecível que fez: Primeiro Campeonato de Catch de Impro do Interior Paulista, online. Foi inesquecível porque foi uma experiência completamente diferente, nova, desafiadora e até assustadora fazer teatro (de improviso) online.

Artista do Mundo: Robin Williams

Artista do Brasil: Anderson Bizzocchi (Cia Barbixas)

Artista de Jaú: Fred Campos

Melhor artista de improviso da atualidade: o mentor e mestre colombiano Gustavo Miranda.

Ser comediante no Brasil é: Tomar um Lexotan todos os dias e rir disso.

A arte para você é: Transformação e, não podemos transformar ninguém, se nós mesmos não nos transformarmos.

 

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email
Share on print