Jauense GuiFera é tricampeão brasileiro de PES

GuiFera
O jauense Guilherme Fonseca, o GuiFera conquista, pelo Santos, seu tricampeonato. Lenda jauense do PES

(Do GloboEsporte) Guilherme “GuiFera” é tricampeão do e-Brasileirão. Após bater Alan Leal na decisão por pênaltis, o jogador de apenas 20 anos conquista o terceiro título nacional com a camisa do Santos, sendo o segundo seguido. Além da taça, o alvinegro leva para casa a premiação de R$ 25 mil. Vice-campeão pela segunda vez na história do torneio de PES, o representante do Flamengo ficou com R$ 5 mil.

— Estou feliz demais, mais uma vez campeão, sou o maior campeão do e-Brasileirão isolado. Pude representar meu time do coração, muito obrigado nação santista, o Peixão tá mais uma vez no topo — falou GuiFera à transmissão do sportv após o tri.

Caminho até a final

Para chegar até a decisão do e-Brasileirão 2021 GuiFera precisou superar a surpresa desta edição do torneio. Felipe “Lipe Marthins” teve uma ótima campanha na fase de grupo, eliminou o campeão de 2019 Thiago Avaré nas quartas de final e chegou confiante para enfrentar o bicampeão mundial. Porém, o representante do RB Bragantino não conseguiu impôr o estilo de jogo nas duas partidas e foi derrotado no placar agregado: 3 a 1 (2 a 1 na ida e 1 a 1 na volta).

Já Alan Leal enfrentou um prodígio na semifinal. Com apenas 16 anos, João Victor não foi nenhuma surpresa pois representa o Ceará desde os 13 anos no e-Brasileirão. O jogador do Flamengo apostou na experiência e deu certo. A vitória por 6 a 3 (4 a 1 na ida e 2 a 2 na volta) no agregado levou o carioca pela 2ª vez à final da competição nacional.

Os jogos da decisão

Enquanto GuiFera buscava o tricampeonato na terceira final de e-Brasileirão, Alan Leal sonhava com o primeiro título depois do vice-campeonato de 2018. O representante do Santos dominou a primeira partida da final e ficou à frente do placar duas vezes. Apesar de não conseguir criar muitas oportunidades, o jogador do Flamengo aproveitou bem as finalizações e deixou o jogo de ida com um empate nos acréscimos do 2º tempo.

GuiFera, do Santos, e Alan Leal, do Flamengo, na final do e-Brasileirão 2021 — Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Decisiva, a partida de volta começou tensa. Com muitos espaços, os dois jogadores desperdiçaram chances. Alan Leal chegou a colocar uma bola na trave com Vitinho, mas na sequência viu GuiFera aproveitar falha da defesa para abrir o placar no jogo 2 da final.

No fim do 1º tempo, Vitinho se redimiu com a torcida do Flamengo e deixou tudo igual. A partida seguiu disputada com uma leve pressão do Santos nos últimos minutos, mas nada de gols. A decisão ficou para os pênaltis. Nas cobranças, melhor para GuiFera e título para o Santos.

Categoria: , , , , , ,

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Qual o melhor caminho para o XV subir o ano que vem?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
Jogos do Grupo do XV terão 100% dos jogos da Copinha 2022 transmitidos pela emissora Sportv
Além do XV, Grêmio, Mixto/MS e Castanhal/PA formam o grupo 10, sediado em Jaú.
Maior artilheiro da história do XV de Jaú, João Gostoso ficou conhecido como o Pelé de Jaú