Jauclick Notícias de Jaú e Região

Originais do Samba + Barulhinho Bom de graça no Parque do Rio Jahu

Sábado tem duas bandas de samba em evento gratuito a partir das 20 horas. Na matéria histórico da histórica banda Originais do Samba.
Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Sábado no Parque do Rio Jahu dobrada do samba – Barulhinho Bom e Originais do Samba a partir das  20h – O evento faz parte da programação do aniversário de Jau e é Gratuito.

Barulhinho Bom abre os trabalhos

O sexteto jauense começa o samba a partir das 20 horas.  Com  repertório formado pela sua maioria grandes sambas de artistas como  Benito di Paula, Beth Carvalho, Paulinho da Viola, Clara Nunes, Ivone Lara, Zeca Pagodinho entre outros,  da MPB grandes nomes como Alceu Valença, Jorge Ben Jor, Gilberto Gil e Zé Ramalho, o Barulhinho Bom completa 18 anos neste ano.

O vocalista e baixista Rodrigo fala abaixo do prazer e da emoção de estar tocando com o Originais do Samba, umas das referências e influências do Barulhinho.

“É um prazer imenso tocar na abertura do Originais do Samba. Os Originais é uma banda que foi uma inspiração para o Barulhinho. É uma emoção muito grande tocar com eles no ano que estamos completando 18 anos de existência. Sempre tem uma música do Originais no nosso repertório. Será muita emoção tocar junto com um grupo que sempre nos espelhou e por estar se apresentando no aniversário da nossa cidade, de Jaú. Uma honra pra gente estar participando. Guardaremos para sempre nos nossos corações esse dia”.

A banda tem em seu currículo casas de samba, bares, clubes, eventos culturais em praças e parques e em 2.017 foi a banda de apoio do cantor Dudu Nobre no Caiçara Clube.

O sexteto atual é Rodrigo no vocal e contrabaixo,   Marquinhos Ignácio nos vocais e violão, Gustavinho Chiosi no cavaco e voz, Paulinho no sax, Fabiano na percussão geral e Dido na bateria.

A banda realizará o tradicional evento anual Samba de Gala do Barulhinho Bom dia 11/10 no Grevillea para comemorar os seus 18 anos.

Após o Barulhinho a histórica Originais do Samba!!

ORIGINAIS – DESDE 1.962

Os Originais do Samba é uma banda de samba brasileira existente desde  1.962. Os mais antigos lembrarão do Originais como a banda em que Antonio Carlos Mussum ( O Mussum dos Trapalhões) cantava e tocava reco reco.

A banda apresentará seus clássicos no Parque do Rio Jahu com a sua formação atual Bigode do Pandeiro, Juninho, Rogério Santos e Marcos  Scoobi.

Na estrada desde meados dos anos 60, a banda tem currículo vasto na história da Música Popular Brasileira.

Após excursionar por vários países e cidades com o show “O Teu Cabelo Não Nega” sobre a vida de Lamartine Babo pela Companhia Carlos Machado, em 1.968 os produtores Miele e Ronaldo Boscoli convidaram o grupo para acompanhar Elis Regina na “I Bienal do Samba” na música Lapinha de Baden Powell e Paulo Cesar Pinheiro. A música foi vencedora e o grupo foi contratado pela RCA Victor

I Bienal do Samba – 1968

No ano seguinte, gravou o primeiro LP: “Os originais do samba”, do qual despontaram os primeiros sucessos do grupo: “Cadê Teresa”, de Jorge Ben e “E lá se vão meus anéis”, de Eduardo Gudin e Paulo César Pinheiro.

Em 1970, gravou o disco “Samba é de lei”. Com o sucesso de “Tá chegando fevereiro”, de Jorge Ben e João Melo, o grupo recebeu três Discos de Ouro da gravadora RCA Victor.

No ano posterior, o grupo apresentou-se no “IV Festival Universitário de Música Popular Brasileira da TV Tupi”, do Rio de Janeiro. No ano de 1972, no LP “O samba é a corda , Os Originais a caçamba”, gravou as músicas “Esperanças perdidas” (Adeilton Alves e Délcio Carvalho) e “O lado direito da Rua Direita”, de Luis Carlos e Chiquinho, alcançando um grande êxito nas paradas de sucesso da época. Um ano depois, o disco “É preciso cantar”, lançou com sucesso outra composição interpretada pelo grupo: “É preciso cantar” (Adeilton Alves e Délcio Carvalho).

Em 1974, o grupo lançou um de seus maiores sucessos, “Tragédia no fundo do mar” (Assassinaram o camarão), de Zere e Ibraim, do LP “Pra que tristeza”. Deste mesmo disco, destacam-se ainda outras composições, como “A dona do primeiro andar”, “Boato” (João Roberto Kelly) , “O aniversário de Tarzã”, “Nego véio quando morre” e “Saudade e flores”.

Dos vários artistas que o grupo acompanhou em shows ou em gravações, destacam-se Chico Buarque, Toquinho e Vinicius de Moraes, Paulinho da Viola, Elza Soares, Elis Regina, Jorge Ben , Martinho da Vila e Jair Rodrigues. Entre os artistas internacionais que o grupo acompanhou estão Duke Ellington e Earl Grant.

Foi o primeiro conjunto de samba a se apresentar no Teatro Olympia, em Paris. O conjunto também participou do Carnival Friends of Brazil Club, na cidade de São Francisco, na Califórina.

Em 1997, o grupo completou 30 anos de carreira e comemorou lançando um CD pela gravadora RGE, “Os Originais de todos os sambas”, contando com uma nova formação. No ano de 1998, a convite de Rildo Hora, participou do disco “Casa de samba 3”, no qual, junto com o grupo Os Morenos, interpretou a faixa “O lado direito da Rua Direita”, de Luis Carlos e Chiquinho.

SERVIÇO

ANIVERSÁRIO DE 169 DE JAHU

SHOW – BARULHINHO BOM E OS ORIGINAIS DO SAMBA

DATA – 13/08/22

HORÁRIO – 20 HORAS

ENTRADA GRATUITA

sobre o autor
tags
comentários
mais lidas da semana
últimas notícias
agenda jauclick
quintajimis

18/08/2022 • 19:00

Jimi´s

Mary Moon e The Panters Brothers

quintadivino

18/08/2022 • 20:00

Divino Boteco

Silas Lemos e banda

quintafinos

18/08/2022 • 20:00

Fino´s Pub

Marcio Pataro

sextagrevillea

19/08/2022 • 20:00

Grevillea

Samba ou Travessura

sextafinos

19/08/2022 • 20:00

Fino´s Pub

Tom Brasil

sextadivino

19/08/2022 • 20:00

Divino Boteco

Cidadão Comum + D.J. Igor Junior

xv de jaú

Tudo sobre o XV de Jaú

aqui no jauclick

publicidade
acervo jauclick

BLOGS

Conteúdos exclusivos dos blogs colaborativos do Jauclick.

SIGA O JAUCLICK NAS REDES SOCIAIS