COVID-19: Decreto estende quarentena na cidade

Normas flexibilizam gradativamente horários e presença de público em alguns setores

A Prefeitura Municipal comunica que fica estendido o período de quarentena, como medida necessária ao enfrentamento da pandemia de COVID-19 (causada pelo novo coronavírus) no município de Jahu.

A decisão consta no Decreto Nº 8.035 assinado pelo Prefeito Ivan Cassaro nesta sexta-feira (21).

As determinações entram em vigor no dia 24 de maio de 2021.

Determinações do Decreto:
– Terão o atendimento presencial e/ou consumo local permitidos o comércio em geral, os restaurantes, bares e similares, os salões de beleza e barbearias, academias de esportes, clubes e similares, bem como as atividades culturais, respeitando as restrições e protocolos sanitários constantes nos Anexos do Decreto nº 7.998, de 23 de abril de 2021:

a) de 24 de maio de 2021 a 31 de maio de 2021, entre às 6h até às 21h, com capacidade limitada a 40% do permitido; e
b) a partir de 1º de junho de 2021, entre às 6h até às 22h, com capacidade limitada a 60% do permitido.

– Os restaurantes, bares e similares, após o horário permitido para o consumo local somente poderão funcionar através dos serviços de entrega no sistema delivery e/ou drive thru até às 23h.

– Fica permitido o funcionamento do setor de eventos, respeitando as restrições e protocolos sanitários constantes no Anexo I do Decreto nº 8.009, de 30 de abril de 2021:

a) de 24 de maio de 2021 a 31 de maio de 2021, entre às 6h até às 21h, com capacidade limitada a 40% de pessoas sentadas; e
b) a partir de 1º de junho de 2021, entre às 6h até às 22h, com capacidade limitada a 60% de pessoas sentadas.

– A partir de 1º de junho de 2021 fica proibida a venda e comercialização de bebidas alcoólicas após às 22h.

– O descumprimento do disposto neste Decreto (nº 8.035, de 21 de maio de 2021), sujeitará o infrator, conforme o caso, às penas previstas nos incisos I, III e IX do artigo 112 da Lei Estadual Nº 10.083, de 23 de setembro de 1998 (Código Sanitário do Estado), bem como às penalidades da legislação municipal pertinente.

– Inexistindo penalidade específica para o descumprimento das medidas de que trata o presente Decreto (nº 8.035, de 21 de maio de 2021), fica estabelecida multa de 10 a 10.000 vezes o valor nominal da UFESP (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo) vigente.

Valores em UFESPs
10 UFESPs = R$ 290,90
10.000 UFESPs = R$ 290.900,00

– Ficam mantidas todas as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrentes da COVID-19 determinadas, desde que não conflitem com o presente Decreto (nº 8.035, de 21 de maio de 2021).

Compartilhe:

Jauclick
Jauclick
Postagens assinadas como Jauclick fazem parte de conteúdos publicados pela nossa redação

Últimas notícias

publicidade

Seu site merece estar no topo!

Desenvolvemos sites com tecnologia preparada para integrar com as melhores ferramentas.

Agenda Jauclick

XV de Jaú

Clique aqui e confira tudo sobre o Galo da Comarca.

PUBLICIDADE - SOCIAL

Fortaleça a mensagem da prevenção!

Conheça as campanhas de prevenção trabalhadas no Hospital Amaral Carvalho e acesse e compartilhe os materiais para ajudar a levar a informação para mais pessoas.

Conteúdos em destaque

Capa-Intoxicação

Intoxicação alimentar pode render indenização na Justiça por dano moral

Revelações chocantes de alimentos sendo preparados em ambiente inadequado ressaltam... (leia mais)
Apocalipse-no-cinema-1

Cine Denadai - Apocalipse no cinema

Reflexões sobre a ascensão do streaming e a influência na... (leia mais)
iaolhosverdes03

Olhos Verdes

A saga do jornalista Guido Puentes atrás dos Olhos Verdes... (leia mais)