Jaú apresenta “idosos” vacinados de 18 a 29 anos

Prefeitura apresenta dados conflitantes e escancara problemas na lista de vacinados

A Prefeitura de Jaú confirma que utilizou vacinas contra a Covid destinadas a idosos para aplicar em pessoas de 18 a 59 anos, ou seja, que não fazem parte desse grupo. As informações constam em resposta a requerimento apresentada nesta segunda-feira (24/05) durante sessão da Câmara Municipal. As inconsistências no programa de imunização não param por aí: em algumas classes, como profissionais da segurança, há mais cidadãos vacinados com a segunda do que com a primeira dose.

“Quando a gente acha que virão dados sérios, somos surpreendidos por esses números no mínimo incoerentes. Ainda estou tentando entender o critério da secretaria de Saúde nas respostas de requerimentos: informar ou gerar mais dúvidas”, pontua Luizinho Andretto, que assinou o requerimento ao lado de Mateus Turini e José Carlos Borgo.

“Idosos jovens”

Do total de vacinas aplicadas em Jaú, quase 30 mil (entre primeira e segunda doses) foram destinadas a idosos. Contudo, os números oficiais apontam para 133 aplicações em pessoas que têm entre 18 e 59 anos como se fossem idosas, o que contraria as regras do Plano Nacional de Imunização.

Entre os registros divulgados pelo município, destacam-se também 15 doses destinadas a jovens com menos de 18 anos, o que é proibido no Brasil – ao menos por enquanto. Dentre os profissionais da segurança, porém, apenas um teria tomado a primeira dose – quando se sabe que a maioria dos policiais, por exemplo, já está imunizada. Mais curioso ainda é perceber que nessa mesma classe, constam 11 vacinas como segunda dose.

Integrante dos grupos prioritários, apenas um quilombola teria sido vacinado com a primeira dose em Jaú, mas nenhum com a segunda. Acontece exatamente o oposto com os indígenas.

Nova CEI

“Na falta de transparência frente ao cumprimento da lei municipal, nós estamos apenas exercendo nosso papel de fiscalizadores e exigindo do Poder Executivo a justa aplicação do serviço público. É lamentável que, em contexto de pandemia, haja tanto descaso, especialmente se tratando de vacina, para com a população, classificando pessoas de 18 a 59 anos de idade como idosos e as vacinando prioritariamente. Resta agora saber quem são essas pessoas”, afirmou Turini.

Para ele, já se justifica a instalação de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para apurar a situação, porém, ainda não haveria apoio político suficiente para essa medida. Vale ressaltar que já está em andamento uma investigação sobre o uso de verbas para o enfrentamento à pandemia na cidade.

O vereador Borgo também se mostrou indignado com a falta de clareza nas informações e informou que pretende levar os dados ao Ministério Público.

(Fonte DDJ)

Compartilhe:

Diário do Jahu
Diário do Jahu
DDJ (Diário do Jahu), nosso parceiro de conteúdo.

Últimas notícias

publicidade

Seu site merece estar no topo!

Desenvolvemos sites com tecnologia preparada para integrar com as melhores ferramentas.

Agenda Jauclick

XV de Jaú

Clique aqui e confira tudo sobre o Galo da Comarca.

PUBLICIDADE - SOCIAL

Fortaleça a mensagem da prevenção!

Conheça as campanhas de prevenção trabalhadas no Hospital Amaral Carvalho e acesse e compartilhe os materiais para ajudar a levar a informação para mais pessoas.

Conteúdos em destaque

Capa-Intoxicação

Intoxicação alimentar pode render indenização na Justiça por dano moral

Revelações chocantes de alimentos sendo preparados em ambiente inadequado ressaltam... (leia mais)
Apocalipse-no-cinema-1

Cine Denadai - Apocalipse no cinema

Reflexões sobre a ascensão do streaming e a influência na... (leia mais)
iaolhosverdes03

Olhos Verdes

A saga do jornalista Guido Puentes atrás dos Olhos Verdes... (leia mais)