O jauense Fabio Lopes participa de show do Derico na Estação

O instrumentista na matéria fala de algumas outras participações em shows, sobre a importância do projeto do Derico e a cena instrumental atual na cidade
Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Amanhã o músico Derico Sciotti se apresentará na Estação Ferroviária a partir das 16h.

A Feira da Estação começa as 14 horas com vários expositores.

O Derico Music Truck é uma parceria do Município com a Secretaria Estadual da Cultura e Economia Criativa, através do Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo – ProAc.

Popularmente conhecido como Derico do Jô, uma vez estar ao lado de Jô Soares por 28 anos nos seus programas de entrevista no SBT e Globo, o saxofonista e  flautista montou com seu irmão Serginho o Derico Music Truck, um caminhão adaptado com palco para realização de shows em praças e parques do Estado de São Paulo.

No repertório variado de Derico, músicas nacionais e internacionais, do chorinho ao pop jazz.

Toda cidade do Derico Music Truck, o músico convida um artista local de referência e relevância da cidade. Aqui em Jaú, o músico Fabio Lopes fará a participação especial em algumas faixas.

Fabio é guitarrista e violonista e atualmente  é educador musical do Projeto Guri e guitarrista e arranjador da Da Silva Samba.

Foi Diretor Musical de Jaú de 2005 a 2011. Lopes é formado no Conservatório Dramático e Musical de Tatu e é bacharel em música popular na Unicamp.

Fabio Lopes recebeu o convite e aceitou prontamente. Fabio já tocou com Derico em 2.011 aqui em Jaú.

Jane Duboc e Jahu Jazz Band no Festival de Inverno de 2.015

No decorrer da sua carreira, Fabio já participou de shows de artistas do cenário nacional: Artur Maia, um dos maiores contrabaixistas do Brasil e sua orquestra Jahu Jazz banda fez um concerto com Jane Duboc, entre outros vários artistas do cenário instrumental brasileiro.

Já participou de canjas especiais com nada mais nada menos que Hermeto Pascoal, Nelson Ayres, Michel Lemes, Pixinga entre outros.

Em 2.014, outro integrante, Chiquinho, do Sexteto do Jô participou de show no Teatro Elza Munerato com a Jahu Jazz Band no Festival de Inverno.

Chiquinho do Sexteto do Jô no Festival de Inverno 2014

Indagado sobre  a importância de um projeto inclusivo da música instrumental como esse do Derico, Fabio Lopes explicou muito bem em áudio sobre a  importância do projeto e das diferenças do estilo musical instrumental e a música vocal.

Fabio complementa sobre porque seguiu o caminho sobre a música instrumental e encerra falando da falta de projetos de som instrumental na cidade:

“Eu sempre procurei este caminho da música instrumental porque ela possibilita como artista uma forma de expressão muito mais livre e arrojada. Uma forma de expressão onde a criatividade está toda hora pulsando. Isso me encanta muito como executante de violão e  guitarra“.

Fabio salienta muito que gosta de acompanhar cantores e banda tanto que a Da Silva Samba, atual projeto dele sempre teve vocalistas.

Sobre o cenário musical instrumental atual da cidade:

“O Cenário da musical instrumental jauense é inexistente. Você sai em todos os bares de Jau no final de semana e não existe um bar que apresente este estilo de música.

O único projeto hoje que abre espaço é o Brazuca Jazz Night capitaneado pelo querido Fabio Saffi.

Existem alguns músicos que se reúnem para fazer som mas é muito pontual.”

 

sobre o autor
tags
comentários
mais lidas da semana
últimas notícias
agenda jauclick

Jimi´s

Tres Hombres

30/06/2022 • 00:00

Omega Lounge

Murilo Fonseca e banda

30/06/2022 • 20:00

Divino Boteco

Deixa Rollar

30/06/2022 • 20:00

Cravo e Canela

Tayson e Herivelto

30/06/2022 • 20:00

Santo

Todos Cantam Jorge e Mateus - Matheus Silva

30/06/2022 • 21:00

xv de jaú

Tudo sobre o XV de Jaú

aqui no jauclick

publicidade
acervo Câmera jauclick