35ª Brazuca Jazz Night

Terça-feira, 12 de setembro, o Brazuca Jazz Night chega na sua 35ª edição!   E com uma formação inédita, de responsa e com quatro cidades diferentes.

No palco, Cleber Fogaça de Araraquara no contrabaixo, Everton Pera de São Carlos no saxofone e  Fabio Saffi de Bocaina na bateria e o convidado especial Djalma Lima na guitarra.

Djalma está  no cenário instrumental nacional há 20 anos, já tendo se apresentado e/ou gravado ao lado de Bob Wyatt, Soundscape Big Band, OSESP (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo), Big Band da Orquestra de Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo, Arismar do Espírito Santo, Thiago do Espírito Santo, Cuca Teixeira, Sizão Machado, Léa Freire, Nico Assumpção, Nenê, Mané Silveira, Bocato, Daniel D´Alcântara e Vinícius Dorin, entre outros.

BJN

O Brazuca Jazz Night é um festival mensal de música instrumental no interior de São Paulo, mais precisamente na cidade de Jaú-SP.

Idealizado pelo baterista e Produtor Cultural Fabio Saffi, o Brazuca Jazz Night virou referência da região no segmento da música instrumental.   Saffi tem outro projeto na casa, junto com o Norberto Rock ´n Roll, nas últimas quintas do mês – O Brian C Campbell Blues Night.

O projeto teve seu marco inicial em janeiro de 2019.  E de lá pra cá foram 35 edições!

De 2.019 para cá passaram pelo palco do Brazuca mais de 50 músicos de várias cidades Jaú, Bauru, Botucatu, Dois Córregos, Araraquara, São Carlos, Ribeirão Preto, Brotas, Piracicaba, Rio Claro, São Paulo e duas atrações Internacionais, direto da França e Cuba.

SERVIÇO BRAZUCA JAZZ NIGHT:

Reserva de mesa: (14) 3624-8091

Data – 12/09/23

Horário – 20 horas

Couvert Artístico: $15

Local – Jimi´s Bar – Rua Amaral Gurgel, 228 – Jaú-SP

Realização: Saffi Produções

Acompanhe abaixo do serviço o histórico completo dos músicos da 35ª Brazuca Jazz Night

DJALMA LIMA

Djalma Lima iniciou-se profissionalmente no início dos anos 90 tocando na noite paulistana.  Durante o ano de 1994, frequenta o GIT (Guitar Institute of Tecnology – Musicians Institute) em Los Angeles – CA, com o objetivo de estudar e se aprofundar na linguagem jazzística. Além do GIT, manteve aulas particulares regulares com os guitarristas Steve Cardenas e Ted Greene. Ao voltar para sua cidade, São Paulo, em 1995 começou a atuar no cenário jazzístico local.

Desde então, Djalma atua no cenário instrumental nacional, já tendo se apresentado e/ou gravado ao lado de Bob Wyatt, Soundscape Big Band, OSESP (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo), Big Band da Orquestra de Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo, Arismar do Espírito Santo, Thiago do Espírito Santo, Cuca Teixeira, Sizão Machado, Léa Freire, Nico Assumpção, Nenê, Mané Silveira, Bocato, Daniel D´Alcântara e Vinícius Dorin, entre outros.

Em maio de 2003, foi convidado à participar do Chivas Jazz Festival ao lado do saxofonista americano Lee Konitz, um dos responsáveis pelo surgimento do cool jazz ao lado de Miles Davis, Stan Getz, entre outros.

Em novembro de 2004 esteve em Moscou (Rússia) apresentando-se ao lado do trombonista Bocato e também ao lado dos crooners Emílio Santiago e Wanda Sá, dois dos maiores intérpretes da música brasileira, e a Orquestra de Câmara de Moscou. As duas apresentações tiveram suas lotações esgotadas.

Em 2005, o guitarrista participou da gravação dos discos “Antologia da Canção Brasileira” volumes um e dois, parceria do trombonista Bocato e a flautista Léa Freire, pela gravadora Maritaca .

Em 2014 participa do “Lee Ritenour Six Strings Competition”, concurso internacional de guitarra, ficando em terceiro lugar na categoria Jazz/ Fusion.

Desde 2001 o guitarrista é membro da Soundscape Big Band Jazz, tendo gravado cinco discos ao lado da banda, que já teve entre seus convidados Nailor Azevedo “Proveta” e Gilson Peranzzetta.

Além de ter participado de muitas gravações ao lado de grandes do cenário instrumental brasileiro, Djalma Lima possui dois discos como líder: “Jazz Trio” (2001) e “Djalma Lima Quinteto” (2008). Em 2015, inicia o “Projeto Unknown”, projeto autoral em parceria com os músicos Cuca Teixeira, Gustavo Bugni e Bruno Migotto, com dois discos gravados até o momento, planejando o terceiro para 2020.

Em dezembro de 2018 e setembro de 2019, o músico é convidado à tocar junto à OSESP (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo). Na primeira oportunidade, uma adaptação jazzística de “O Messias” de Handel para big band e orquestra. Na segunda oportunidade, participou da estréia mundial da peça contemporânea “Ó” de Felipe Lara (baseado no livro de Nuno Ramos) escrita para orquestra e duas guitarras.

Além de instrumentista, exerce atividades didáticas desde 1998 tendo ministrado aulas, cursos e master classes em diferentes estados do Brasil: professor de instrumento e prática de conjunto no Festival de música de Londrina (1998, 99, 00, 01, 03, 06), professor de instrumento e prática de conjunto no Festival de música de Maringá (1998), professor de instrumento no Festival de música de Ourinhos (2002, 03, 04, 05, 07, 09, 11, 14, 15, 18), professor de instrumento no Conservatório Souza Lima (1998), professor e coordenador do curso de especialização em jazz do EMT (Escola de Música e Tecnologia), 1999-04.

É professor de instrumento desde 2014 na Faculdade Santa Marcelina.

CLEBER FOGAÇA

Cleber Fogaça iniciou seus estudos nos anos 90, desde então vem atuando como músico e professor no interior de São Paulo. Apreciador e pesquisador do jazz e da música brasileira, iniciou em 2009 seu trabalho autoral com o qual lançou em 2015 o álbum Trilhando ao lado de Fernando Corrêa (guitarra), Vinícius Dorin (saxofone) e Paulo Almeida (bateria) e em 2022 o álbum Convergência ao lado de Fernando Corrêa (guitarra), César Roversi (saxofone) e Cleber Almeida (bateria).

Em 2020 lançou as séries de livros didáticos “Escalas na Prática Para Baixistas”, “Arpejos na Prática Para Baixistas” e “Arpejos na Prática Para Guitarristas” e em 2021 a série “Acordes No Baixo de Seis Cordas”.

Também em 2021 teve dois projetos aprovados pelo Proac Direto que resultaram na gravação e show de lançamento do álbum Convergência e na vídeo aula Ritmos Brasileiros No Baixo: Baião.

Estudou no curso de MPB/JAZZ do Conservatório de Tatuí onde se formou em 2003. Foi sócio fundador da Escola Livre de Música Araraquara, onde atuou como professor e administrador entre 2002 e 2018. Foi educador musical pelo Projeto Guri nas cidades de São Carlos e Rincão entre 2008 e 2018.

Participou de oficinas e workshops ministrados por Frank Gambale, Gary Willis, Celso Pixinga, André Marques, Hermeto Pascoal, Itiberê Zwarg, entre outros.

Sua experiência como músico conta com apresentações ao lado de grandes nomes como Carlos Malta, Arismar do Espírito Santo, Nailor Proveta, Oswaldinho do Acordeom, Daniel D’Alcântara, Itiberê Zwarg, Sizão Machado, Michel Leme, Cuca Teixeira, Bob Wyatt, Dirceu Leite, entre outros.

Participou de vários grupos e se apresentou nos principais festivais de música instrumental do estado de São Paulo com destaque para: 1ª Mostra Brasil Instrumental (Tatuí/2004) com a inclusão da música “Folia Brasileira” de sua autoria no CD do festival; 1º, 2º e 16º Chorando Sem Parar (São Carlos 2004/2005/2019) na última edição com Oswaldinho do Acordeom; 1ª Mostra Internacional de Música Instrumental (SESC Araraquara 2005) show e oficina “Rítmicas, Harmonias e Melodias da Música Brasileira”; 2º Festival Instrumental de Guarulhos (2008); 7ª Mostra Internacional de Música Instrumental (SESC Araraquara 2011) com seu trabalho autoral; Edital de Chamamento Sesi Franca (2011) show “MPB Instrumental” e S. J. do Rio Preto (2012) show “Jobim de Todas as Bossas” ambos com Cleber Fogaça Quarteto; 24º Festival de Inverno de Jaú (2015) show com participação de Vinícius Dorin; 53º Festival Zequinha de Abreu (Sta. R. do Passa Quatro 2015); 2º Mobiliza São Manuel (2015) show e workshop; 1º FAMI (Araraquara 2016) show e oficina “Práticas em Música Brasileira”; show “Trio Zabumbê convida Arismar do E. Santo” (SESC Araraquara 2016); 1º, 2º e 4º FestivAlto (Monte Alto 2016/2017/2019); 1º e 2º Festival Brasil Jazz Solidário (Ribeirão Preto 2017/2018); 2º FAMI (Araraquara 2017) com Fernando Corrêa Trio; show “Trio Zabumbê convida Carlos Malta” (SESC Araraquara 2017); show de Lançamento do EP “Trio Teimoso” com participação do saxofonista Dirceu Leite (SESC Ribeirão Preto 2019); abertura do “16º Chorando Sem Parar” (São Carlos 2019) com Trio Teimoso e Dirceu Leite; show de Lançamento do Álbum Convergência (Sesc Araraquara), entre outros.

Atualmente está em turnê de divulgação do seu novo álbum de música instrumental brasileira Convergência e também do EP de choro instrumental do Trio Teimoso do qual é integrante, também é integrante do Trio Zabumbê de música instrumental brasileira e jazz, da Big Band de Monte Azul Paulista e das bandas das cantoras Iara Ferreira de MPB autoral e Iuna Tuane de MPB e música francesa.

Gravou e fez participações em diversos álbuns com destaque para o CD “#1” (2006) da banda de rock Adrenalados, CDs “The Justice Man” (2007) e “41” (2012) do cantor e guitarrista de blues James “Jimmy Red” Marshall, CD “Keep Rock in…” (2008) do guitarrista Cleber Shimu, CD “Ruído Fino” da banda de pop/funk Ruído Fino (2012), entre outros.

EVERTON PERA

Formado no Conservatório” Dr. Carlos de Campos” de Tatuí –SP no ano de 2008 , no  curso de “ MPB e JAZZ ”.  Cursou Saxofone e Flauta Transversal durante 6 Anos, onde se especializou nos principais estilos musicais como: Jazz, Samba, Baião, Frevo ,Maracatu e ritmos Latinos.

Cursou na Faculdade UFSCAR “ Licenciatura em Música “ no ano de 2011. Participou nos anos de 2010 , 2011 e 2013 , de alguns cursos com saxofonistas renomados no “Encontro Internacional de Saxofonistas de Tatuí “,como Vinicius Dorin, Naylor Proveta, Carlos Malta, Teco Cardoso e Espok ;

Participante da Big Band da cidade de Santos-SP “ Homenagem a Frank Sinatra “, onde teve a oportunidade de dividir palco com alguns músicos e compositores renomados como: Danilo Caymmi e Jorge Vercilo.

No ano de 2010 participou de oficinas de Regência com o renomado maestro André Sanchez, maestro da Orquestra OSESP (São Paulo). Desde do ano de 2011 reside na cidade de São Carlos-SP, onde teve a oportunidade de participar em  algumas bandas como: Sambelétrico ; Tumbao del la Casa ; Cubanistas ; além de gravar e acompanhar alguns artistas da região;

Em 2018 recebeu o convite para fazer parte da banda dos filhos de “Milionário e José Rico”, a dupla Sertaneja “Marcos Paulo e Marcelo”, onde teve a oportunidade de gravar o DVD da dupla, com a produção musical do cantor  Edson da dupla Sertaneja “Edson e Hudson”.

Atualmente tem um canal no “Youtube” onde ensina através dicas e aulas práticas, as principais técnicas e segredos dos maiores saxofonistas do mundo inteiro. Confira através do link https://www.youtube.com/channel/UCv6DfSPBLyOEU-Z8xosJ26g

Fabio Saffi – Bateria 

Músico profissional há 30 anos, tocou em várias bandas e com vários cantores de diferentes estilos: Samba, bossa, blues, jazz, rock, música Latina, pop e outros. Participou do Festival Del Música em La Paz-Bolívia (música instrumental brasileira). Tocou também em workshops com o pianista norte americano Kelvin Sholar no Brasil. Formado pelo Conservatório musical “Dr. Carlos Campos” Tatui-SP em bateria (Mpb/Jazz). Morou por 3 anos em Boston-USA, onde estudou na Universidade Berklee College of Music. Boston-USA em (bateria/jazz) e na Salem State University, Salem-USA em (bateria/jazz, grupo de percussão erudita e prática de big band).

Participou de gravações nos Cds de vários cantores, tais como: Elvira Nino, Luis Silva e John Fugorino (Boston-USA), Laercio Oliveira (Canção Nova-Brasil), Ozi dos Palmares (Brasil), Migueli (Espanha), Manuela Lopes (Portugal), Morten Halvorsen (Oslo-Noruega) e outros. Experiência profissional: Brasil, Bolívia, USA, Portugal, Ibiza Espanha e Noruega. Atualmente ministra aulas de bateria, gravações em estúdios e desenvolve alguns projetos musicais.

Compartilhe:

Últimas notícias

publicidade

Seu site merece estar no topo!

Desenvolvemos sites com tecnologia preparada para integrar com as melhores ferramentas.

Agenda Jauclick

XV de Jaú

Clique aqui e confira tudo sobre o Galo da Comarca.

PUBLICIDADE - SOCIAL

Fortaleça a mensagem da prevenção!

Conheça as campanhas de prevenção trabalhadas no Hospital Amaral Carvalho e acesse e compartilhe os materiais para ajudar a levar a informação para mais pessoas.

Conteúdos em destaque

31º Festival de Inverno de Jahu

Acompanhe a programação do 31º Festival de Inverno de Jahu

31º Festival de Inverno de Jahu trás programação até o dia 14 de julho... (leia mais)
cinemabanner

Cinema para Todos percorrerá o mês de junho em bairros da cidade

Programação começa esta semana no Distrito de Potunduva e Vila Ribeiro e vai até dia 30.06... (leia mais)
Filmes de Zumbi e críticas aos seres humanos

Filmes de Zumbi e críticas aos seres humanos

Descubra como clássicos do cinema zumbi, desde "Zumbi Branco" até "Extermínio", revelam profundas críticas sociais e comportamentais sobre a humanidade:... (leia mais)