Cursinho Popular Jaú tem inscrições para 2023 até dia 23/02

Na matéria, detalhes da inscrição do processo seletivo, e um bate papo com o Vereador Mateus Turini, idealizador e gestor do projeto sobre o surgimento, evoluções e projetos futuros do Cursinho Popular.

Estão abertas as inscrições do Cursinho Popular Jaú de 2.023.

As inscrições estão abertas até o dia 23 de fevereiro. As provas serão aplicadas no dia 26 de fevereiro e o resultado sairá rapidamente, já no dia seguinte, no dia 27.

O Cursinho é uma parceria do Hospital Tereza Perlatti e do Gabinete do Vereador Mateus Turini e tem como objetivo atender gratuitamente jovens de baixa renda vindos de escolas públicas na oferta de um preparatório para o Enem e Vestibulares.

 

Criado em 2.021, o Cursinho Popular funciona de segunda a sexta das 19h as 22h, conta com 13 disciplinas, Biblioteca Comunitária do Literocupa e com um ano e meio de funcionamento já aprovou alunos nos cursos de Engenharia de Produção (UFSCAR), Ciências Sociais/ Ciências Biológicas/ Medicina Veterinária/Farmácia/ Turismo (UNESP), Turismo (USP), Licenciatura em Matemática (UTFP), Fisioterapia (UNOESTE) e Sistemas Navais (FATEC).

Para 2023, o processo seletivo que já está aberto, ofertará sessenta vagas, um aumento de 20% comparado aos anos de 2021 e 2022.

Para se inscrever, clique no link abaixo mas fiquem atentos com as regras do edital.

Edital – https://shre.ink/editalselecao2023

Formulário- https://shre.ink/cursinhopopularjau2023

O Jauclick bateu um papo com o Vereador Mateus Turini para falar sobre surgimento, evoluções e projetos futuros do Cursinho Popular. Todas as falas abaixo são do vereador.

Surgimento na Pandemia

A idéia do Cursinho veio do Gabinete do Vereador Mateus Turini por conta da pandemia.

“A pandemia veio e tirou os alunos de um ritmo de escola presencial. É óbvio que a dificuldade para alunos de Escola Pública entrar no Ensino Superior já é histórica e com a pandemia isso avançou”.

A pandemia em 2.021 ao invés de melhorar, piorou na cidade. Foi ai que Mateus Turini, que é da área da Educação, resolveu tomar uma iniciativa.

O Cursinho Popular Piloto funcionou de agosto a novembro de 2.021 para instruir os alunos com perfil sócio econômico de baixa renda de escolas públicas  para dar um gás e estímulo para as provas de vestibular.

Parceria com o Hospital Tereza Perlatti

A busca pelo espaço foi árdua.  Primeiro o gabinete tentou a iniciativa publica sem sucesso, muito menos na iniciativa. Foi ai que surgiu o Hospital Tereza Perlatti…

“A Unoeste saiu do prédio que ela estava alugando no Perlatti. E nas minhas visitas na Associação perguntei para o Rossi (presidente do Perlatti) se poderíamos usar como sala. No estatuto, poderia usar para educação. E o presidente comprou a idéia.  Ai corremos atrás para montar”

Assim Mateus Turini e seu gabinete começaram a procurar ajuda na iniciativa privada e foi montando e moldando o primeiro ano do Cursinho Popular.

As mesas foram doadas pela Fundação. A lousa quem doou foi a Conexão Vestibulares. Uma servidora da Asssociação emprestou o data show.

O Gabinete foi atrás da iniciativa privada para os professores ganharem uma ajuda de custo. Porque mesmo o trabalho voluntário, obviamente gera custo para o profissional.

Salto Qualitativo

“Começamos em agosto de 2.021 com 150 inscritos para 50 vagas e as regras pertinentes da pandemia como distanciamento e tudo mais. Mas mesmo assim não conseguimos preencher as 50 vagas…. Tivemos que pegar Nota de Boletim para o processo seletivo. Terminamos o curso com apenas 12 alunos fixos. Só que eram em 12 alunos sem oportunidade nenhuma que resultou em alguns fazendo escola privada e nos tivemos uma aprovação na UNESP (Ciências Sociais) e USP (Turismo) além de Prouni, Fatec etc…”

Em 2.022, houve 180 inscritos para 50 vagas (3,5 concorrente por vaga). Diferente de 2.021,  houve processo seletivo, aplicação de provas com 50 alunos. Mas no decorrer do ano houve algumas pessoas que foram fazer ETEC, uma menina que foi fazer Medicina fora do Brasil, na América do Sul. Perdas para trabalho e cursos e assim vai.

“Terminamos o ano com 24 alunos inscritos e frequentes, o dobro de 2.021. E desses alunos quatro já passaram na primeira chamada da UNESP. Impactante. Bastante coisa. Começamos muito bem em 2.022. E estamos falando de UNESP, que junto com o Enem é um dos nossos principais focos. E cursos como Ciências Sociais, Ciências Biológicas, Farmácia e Medicina Veterinária”.

A evolução de 2.021 para 2.022 foi latente.  “Conseguimos em 2.022 o dobro de fidelização e aprovação e  a evasão caiu pela metade. E vamos aprovar mais”.

No meio de 2.022, Mateus Turini inscreveu o projeto do Cursinho Popular no Edital do Ministério Publico Federal através da Associação. Mateus é idealizador e gestor,  mas a Pessoa Jurídica é a Associação Tereza Perlati.

“A Associação Tereza Perlatti como Pessoa Jurídica do Cursinho nos dá muita credibilidade porque com isso conseguimos documentação, contabilidade, o nome em si do Perlatti e a atitude do presidente Rossi é de tirar o chapéu porque nos deu um suporte institucional e isso pesa muito. Nos deu uma sala de aula!”

E esse suporte institucional deu a condição para Mateus Turini inscrever o projeto Cursinho Popular no Edital do Ministério Público Federal que possibilitou a captação de R$ 24.000,00 que possibilitou na compra de carteiras estofadas, data show, impressora, mesa e cadeiras para biblioteca entre outros.

“Com o edital, conseguimos equipar o Cursinho. Temos uma sala com 60 cadeiras estofadas, Datashow, lousa de canetão branco, impressora, salas com ar condicionado e hoje temos a Biblioteca Comunitária da Literocupa. Demos um salto qualitativo imenso de 2.021 a 2.022”

2.023 promete

Com todo o crescimento de 2.021 para 2.022 e os consequentes investimentos o Cursinho para 2.023 abriu mais 10 vagas. No primeiro e segundo ano 50 vagas e agora 60 inscrições.

“Conseguimos ampliar a oferta para esses alunos, fidelizar a parceria com a iniciativa privada para pagar as bolsas dos professores e montamos um espaço de estudo com a sala de leitura, biblioteca. A Aguas de Jahu nos doou computadores para acesso a internet. Criamos e consolidamos um espaço de Educação Escolar. A expectativa é que consigamos mais inscritos no projeto e mais resultados positivos.”

E a expectativa aumenta pelo simples fato do Cursinho ter aberto as inscrições faz dois dias e já com 70 inscritos. E vai até o dia 23 de fevereiro.  A meta é bater 04 candidatos por vaga em um total de 240 inscritos. E fechar naturalmente até o final com 60 alunos, sem evasão e naturalmente fazer esses alunos entrarem no Ensino Superior em Escolas Públicas.

Mateus salienta que é o responsável pela parte pedagógica, simulado, carga horária, montagem de horário. Sobre os professores:

“Nos temos professores com Mestrado que ingressaram em Doutorado. Gramática, Filosofia, Sociologia e Literatura são todos mestres. Sou Doutorando em Educação e dou parte de Sociologia. Existem professores de escolas privadas que dão aula no ADV, Sesi, Nie. O nosso corpo docente é muito capacitado. Não temos material apostilado mas trabalhamos em questões de vestibular em conteúdos da Unesp e Enem, nossos maiores focos, para justamente os alunos terem um ensino instrumentalizado. Nós nivelamos os alunos para eles poderem fazer uma prova, passarem para a segunda fase e serem selecionados. E quatro já de cara, de 24 alunos nos conseguimos mandar para a faculdade. E isso para começar, porque tenho certeza que abrir o SISU e as outras chamadas da UNESP, bateremos recorde. E falando de uma galera que não teria oportunidade”

A
Alunos indo para 2a fase da Unesp

Para finalizar, Mateus fala sobre os objetivos para o futuro do Cursinho Popular.

“Nos queremos ampliar os objetivos do Cursinho. A gente queria trabalhar com alunos em situação de vulnerabilidade. Hoje em Jaú nos não temos nenhum trabalho de adolescentes com  liberdade assistida previsto no ECA. No Creas ou Cras você não tem nenhuma atividade para eles. Queremos chegar nesse público alvo mas para isso precisaríamos de recursos humanos e financeiros maiores”

Obs: Prevista nos artigos 118 e 119 do ECA), A liberdade assistida consiste no acompanhamento, auxílio e orientação por parte de um assistente social para o adolescente, sem privá-lo de sua liberdade nem de seu convívio rotineiro com a escola, a comunidade e sua família.

“Hoje nosso foco é tentar uma estrutura melhor para o cursinho. Temos armários improvisados por exemplo, otimizar um café da noite para eles que são alunos que estão com atividade o dia inteiro. Procuramos parceria para estruturar. E o objetivo maior é manter os 60 alunos até o final e um dia atender esses adolescentes com liberdade assistida e com situação de vulnerabilidade“.

 

Compartilhe:

Picture of Wilson Moraes

Wilson Moraes

Wilson Moraes, o Moraes, escreve periodicamente no Blog do Moraes, agora aqui no Jauclick

Últimas notícias

publicidade

Seu site merece estar no topo!

Desenvolvemos sites com tecnologia preparada para integrar com as melhores ferramentas.

Agenda Jauclick

XV de Jaú

Clique aqui e confira tudo sobre o Galo da Comarca.

PUBLICIDADE - SOCIAL

Fortaleça a mensagem da prevenção!

Conheça as campanhas de prevenção trabalhadas no Hospital Amaral Carvalho e acesse e compartilhe os materiais para ajudar a levar a informação para mais pessoas.

Conteúdos em destaque

31º Festival de Inverno de Jahu

Acompanhe a programação do 31º Festival de Inverno de Jahu

31º Festival de Inverno de Jahu trás programação até o dia 14 de julho... (leia mais)
cinemabanner

Cinema para Todos percorrerá o mês de junho em bairros da cidade

Programação começa esta semana no Distrito de Potunduva e Vila Ribeiro e vai até dia 30.06... (leia mais)
Filmes de Zumbi e críticas aos seres humanos

Filmes de Zumbi e críticas aos seres humanos

Descubra como clássicos do cinema zumbi, desde "Zumbi Branco" até "Extermínio", revelam profundas críticas sociais e comportamentais sobre a humanidade:... (leia mais)