O melhor de Jaú e região em um só lugar! Desde 1999

Categoria: ,

SP na fase vermelha: comércio ficará fechado

Na tentativa de conter aglomerações, lojas, bares e restaurantes não poderão abrir; Medidas restritivas são da fase vermelha.
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

Na tentativa de conter aglomerações, lojas, bares e restaurantes não poderão abrir; Medidas restritivas são da fase vermelha

O governo de São Paulo anunciou, no início da tarde desta quarta-feira (22), que todo estado terá medidas restritivas entre os dias 25 e 27 de dezembro e 1º a 3 de janeiro. Dessa maneira, apenas os comércios essenciais, como mercados, padarias e farmácias, poderão funcionar. De acordo com o Plano São Paulo, essas são restrições da fase vermelha.

As medidas, segundo a secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado Patrícia Ellen, são necessárias para conter aglomerações e festas nesta época do ano, “não estamos no momento de festas nem de aglomerações. É nesses momentos que esse risco de descontrole da pandemia acontece e o mundo inteiro agora está aplicando medidas específicas nesse momento”.

A decisão foi tomada após reunião do Centro de Contingência no Palácio dos Bandeirantes entre o governador João Doria (PSDB) com auxiliares do governo. Haverá, também, uma maior fiscalização durante este período de fim de ano.

Os outros dias seguem na fase amarela até a próxima classificação de fases, no dia 7 de janeiro.

Covid no estado de SP
Em uma semana, houve um aumento de 3% nos casos, 6% dos óbitos e uma leve queda de 1% nas internações. Em comparação ao último mês, os casos subiram 54%, os óbitos registraram alta de 34% e as internações, 13%. O número de pacientes internados em todo estado de SP é de 10.856, sendo 6.146 em enfermaria e 4.710 em unidades de terapia intensiva. Hoje, os 645 municípios têm pelo menos uma pessoa infectada, sendo 603 com um ou mais óbitos.

Diário do Jahu

Diário do Jahu

DDJ (Diário do Jahu), nosso parceiro de conteúdo.

EM DESTAQUE

Confira as principais mudanças no decreto publicado hoje e que começa a valer amanhã (23/02)
Encontro ocorreu na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo