Estudantes da Unoeste atenderão na Casa da Mulher Jauense

Reinaugurada nesta segunda-feira (24), local conta com Espaço de Saúde em parceria com a Unoeste; projeto visa oferecer atendimento aos filhos das mulheres vítimas de violência
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

(Assessoria Unoeste) A prefeitura de Jaú por meio da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres, reinaugurou nesta segunda-feira (24), a Casa da Mulher Jauense. O local, com a nomenclatura Centro de Referência e atenção às mulheres “Maria Antonia Sinatura Barros” foi todo reestruturado. Além da implantação de políticas públicas e programas de enfrentamento à violência doméstica e familiar nos termos da Lei Maria da Penha, o Centro conta agora também com um Espaço de Saúde em parceria com a Unoeste. Ambiente onde os acadêmicos do curso de Medicina do campus jauense, realizarão atendimentos aos filhos das mulheres vítimas de violência.

De acordo com o prefeito, Ivan Cassaro, essa relação da universidade com a prefeitura municipal vai trazer muitos benefícios à toda população. “Eu só posso agradecer essa parceria com a Unoeste, afinal esse tipo de projeto nunca ocorreu em nossa cidade. Então, é de extrema importância para nós ter esse apoio da instituição e quem ganha com tudo isso é a população jauense, principalmente as mulheres e as crianças que serão atendidas na Casa da Mulher pelos estudantes. Em nome da nossa cidade, eu agradeço muito a Unoeste pela colaboração”.

A secretária de Políticas Públicas para Mulheres, Cândida Cristina Coelho Ferreira Magalhães, destaca que o carro chefe da Casa da Mulher Jauense é o enfrentamento à violência contra mulheres e crianças e que o atendimento ao público infantil é uma novidade.

“A gente quer fazer algo a mais, pois sabemos que essa violência não alcança apenas mulheres, mas, toda a família, inclusive os filhos. Por isso, criamos esse Espaço de Saúde em parceria com a Faculdade de Medicina de Jaú da Unoeste, onde os estudantes junto com a equipe técnica vão realizar esse atendimento inusitado que Jaú trouxe, por meio da secretaria, que é atender os filhos de mulheres que passam por violência”.

A secretária acrescenta que todos os envolvidos nesse novo projeto, inclusive os universitários, passaram por um treinamento internacional. “Como não existe esse tipo de demanda no Brasil, fizemos uma parceria com Portugal e a equipe já está toda capacitada para iniciar os atendimentos da melhor forma possível”, afirma.

Ela comenta que a Maria da Penha, o nome mais forte no Brasil na temática da violência, esteve virtualmente participando da capacitação e está apoiando também o projeto. “O meu maior sentimento, é de gratidão, pois esse assunto já é há muito tempo uma matéria de estudo para mim e poder estar colocando tudo isso em prática é muito gratificante”, relata.

O coordenador do curso de Medicina de Jaú, Dr. José Oliveira Filho, ressalta que é uma imensa satisfação para a universidade poder contribuir com um projeto tão relevante e tão bem conduzido pela secretaria de Políticas Públicas para Mulheres. “Além é claro, de ser uma grande oportunidade para nossos estudantes estar em contato com os cidadãos jauenses. Em nome da faculdade, aproveito para agradecer mais uma vez por toda a parceria ao prefeito Ivan Cassaro, secretários municipais, vereadores e demais autoridades”, finaliza.

ANÚNCIOS SUMUP CONSULTOR PETERSON