A DOR DOS FÃS DA MARÍLIA MENDONÇA E A DOR DE COTOVELO DOS OUTROS

Tragédia com a morte da cantora, gerou comentários infelizes nas redes sociais.

Você vê né! Outro dia fizemos um post da morte do Charlie Watts.  Partiu com 80 anos e foi ídolo por quase 60 anos.

E na sexta nos deparamos com a morte precoce da Marilia Mendonça. Não da pra saber se ela seria ídolo por 30, 40 e 50 anos como vários outros artistas mas é inegável que a curta carreira dela já consolidava o legado de composições, CDS e fãs que ela deixou.

Mamonas Assassinas foi muito mais meteórico. Um disco apenas, uma obra e ficou no ar do que poderia ainda o Mamonas fazer na sua carreira musical.  A Marilia Mendonça não. Mais de dez anos de carreira como compositora. Desde 2.014 gravando e nos palcos.

Eu vi uma entrevista dela há 15 dias. Uma pessoa tranquila, segura, descontraída, engraçada pra caramba. Depois dessa entrevista, fica mais compreensível entender a dor que os fãs estão passando.

Depois que você fica mais velho, aprendemos a compreender algumas coisas. Certa vez dei uma tripudiada quando fiz um show no General de rock ´n roll e na concorrência tinha Maria Cecilia e Rodolfo. Fiz um post no facebook tipo “Rock x Sertanejo”, “Aqui tem rock, no concorrente bla bla bla”. Dei uma tripudiada. Tomamos uma lavada da Maria Cecilia e Rodolfo. A dupla engoliu nossa atração de rock. Comecei a ficar mais calejado.

Respeitando e fazendo o seu, tem espaço pra todo mundo. Tem épocas com mais ou menos  espaços.  E no final eu mesmo acabei fazendo algo mais “popular” no General e nas edições do General Sunset.

Não sei se eu serei claro, mas vendo a repercussão no facebook, percebi algumas mensagens assustadoras. Algumas abertas e outras nas entrelinhas.

Teve um que escreveu “ Não gosto quando cantor ruim morre porque não para de tocar as músicas”.

Em alguns, o post não foi direto,  mas nas entrelinhas resquício de preconceitos e dor de cotovelo total. Tipo “Gente, respeito a carreira e os fãs, mas falar que as músicas da Marilia Mendonça são boas já é demais”. Foi de um músico aliás… e vários outros nesse sentido.

A questão é que a pessoa se acha o deus mítico da música em que o fato do cara não gostar do gênero faz com que o gosto musical dele seja uma regra e os outros são simplesmente inferiores ao que ele gosta ou que ele toca.

Todos esses comentários, além de uma falta de humanidade, de desrespeito com a própria família da artista, com a pessoa que ele possa conviver que é fã,  acaba transparecendo,  mesmo que nas entrelinhas, uma inveja, uma dor de cotovelo. Uma total “passação” de recibo.  Até uma frustração..

Porque no final das contas  ninguém perguntou o que você acha da música da Marilia Mendonça né,.. O facebook é seu e você fala do que quiser mas…

Aliás, o Zuck deveria mudar a frase para  “No que você está pensando, tonto?” para “Viu, olha que você fala que as pessoas podem perceber hein.”. Serve pra mim também!

Wilson Moraes

Wilson Moraes

Wilson Moraes, o Moraes, escreve periodicamente no Blog do Moraes, agora aqui no Jauclick

Agenda jauclick

Cravo e Canela

Sextaneja Tayson & Herivelto

27/05/2022 • 20:00

Fino's Pub

Free

27/05/2022 • 20:00

Barban

Cardamom e Pogbeat Funk

27/05/2022 • 20:30

CÂMERA JAUCLICK das baladinhas do mora

ÚLTIMAS NOTÍCIAS