Qatar 2022 vai ser a melhor Copa do Mundo da era moderna

Vários fatores relacionados tornarão a Copa do Mundo de 2022, no Qatar, a maior de todos os tempos.
Copa do Mundo no Qatar
César Mantovanelli

César Mantovanelli

Publicitário, XVano e Palmeirense, escreve periodicamente para o Jauclick.com

A Copa do Mundo deste ano promete ser um dos melhores torneios disputados nos tempos modernos do futebol. Sim, eu tenho certeza do que estou falando, porque:

Temporada 2022-2023 e a Copa do Mundo

Grande parte dos jogadores convocados para o mundial fazem parte das grandes ligas do mundo como a Premier League (Inglaterra), La Liga (Espanha), Ligue One (França), Bundesliga (Alemanha), dentre outras, que estão praticamente na sua metade da temporada, momento em que os atletas estão no auge da sua preparação física e alto nível técnico.

Nas Copas anteriores, via de regra, foram disputadas entre os meses de junho e julho, final de temporada das principais ligas e que comprometia o desempenho dos grandes jogadores em fim de temporada.

Por conta do clima extremamente seco e das altas temperaturas nos meses de junho e julho, desde a escolha do país sede, ficou decidido que a Copa no Qatar seria no final do ano de 2022, quando as temperaturas são mais toleráveis.

5 substituições e 26 jogadores por seleção

Algumas coisas mudaram da última Copa (Rússia) pra cá. As mais significantes que podem dar um plus a mais ainda na qualidade técnica da competição é a oficialização da FIFA neste ano de manter as 5 substituições de jogo, em 3 trocas, implementada durante a retomada do futebol na pandemia de COVID-19.22

Além disso, a FIFA aumentou de 23, para 26, o número de jogadores que cada selecionado pode levar para a Copa.

Mais um motivo para o aumento da qualidade esportiva da competição.

Assistir mais de um jogo no mesmo dia, em estádio diferente

Pela TV? Não.

Lá mesmo. Por conta da dimensão territorial do Qatar, os estádios ficam muito próximos uns dos outros. E alguns deles, menos de uma centena de quilômetros.

Nunca antes na história dos Mundiais se organizou um torneio em um pedaço tão pequeno do território, o que faz com que a maior dificuldade das últimas duas edições seja a maior facilidade em 2022.

Em solo catari, os oito estádios que receberão os jogos ficam em um raio de 70 km. A Seleção Brasileira ficará hospedada durante toda a Copa em um hotel localizado no centro de Doha. A distância entre o QG do Brasil e o Estádio Lusail, onde o time de Tite jogará contra Sérvia e Camarões na fase de grupos, é de 24,5 km. Para o Estádio 974, construído na região portuária, será necessário percorrer 10 km. Somando os três deslocamentos, o percurso total será de 118 km — contando os deslocamentos de ida e volta das arenas.

Estádio Nacional de Lusail - Copa do Mundo estreia do Brasil
Estádio Nacional de Lusail: Palco da estreia do Brasil na Copa do Mundo

Fora isso, os torcedores poderão acompanhar mais de um jogo por dia, se o bolso permitir. Por conta das curtas distâncias, um torcedor com condições e com sorte de comprar os ingressos, conseguirá assistir dois jogos in loco, no mesmo dia. Sensacional.

Grandes jogadores fora da Copa

Mesmo a Copa sendo em um mês de meio de temporada das grandes ligas, as lesões não escolhem época, nem jogadores para podar um pouco da qualidade dos elencos qualificados para a Copa do mundo, bem como, alguns grandes nomes ficam de fora por conta de suas seleções nacionais não conseguirem se classificar para a Copa do Mundo.

Por lesão:

  • Benzema (França): o jogador teve uma lesão muscular no primeiro treinamento da Copa e foi cortado (atualizado no dia 19, 21:25).
  • Pobga (França): o jogador francês teve uma lesão no joelho direito e segue se recuperando.
  • Nkunku (França): sofreu uma entorse no joelho durante um treino e está fora da Copa do Mundo.
  • Kanté (França): passou por cirurgia na coxa e está em recuperação.
  • Kimpembe (França): o jogador não se recuperou a tempo de uma lesão no tendão de Aquiles direito e foi cortado pela seleção.
  • Boubacar (França): sofreu uma lesão no ligamento e passa por um longo período de recuperação.
  • Marco Reus (Alemanha): o jogador sofreu uma lesão no tornozelo e não conseguiu se recuperar totalmente a tempo.
  • Timo Werner (Alemanha): sofreu uma lesão no tornozelo e segue em recuperação.
  • Lo Celso (Argentina): ficou fora da convocação por causa de uma lesão muscular, que o obrigou até a passar por cirurgia.
  • Wijnaldum (Holanda): sofreu lesão na tíbia da perna direita e está em recuperação.
  • Sadio Mané (Senegal): por uma lesão na fíbula da perna direita.
  • Guilherme Arana (Brasil): lesão na perna direita.
  • Phillipe Coutinho (Brasil): lesão Muscular.

Seleções de grandes jogadores fora da Copa:

  • Mohammed Salah (Liverpool / Egito).
  • Erling Haaland (Manchester City / Noruega).
  • David Alaba (Real Madrid / Áustria).
  • Itália, a grande decepção das Eliminatórias Qatar 2022.

As ausências, com certeza, serão sentidas por suas seleções, mas com certeza tiveram uma reposição ideal para cada uma das posições. Por exemplo, dos 5 desfalques franceses, 4 eram jogadores considerados “reservas”.

A grande decepção ficou por conta da Itália que, mais uma vez, deixará de participar de uma Copa do Mundo. A seleção tetracampeã mundial perdeu a vaga europeia na repescagem para a Macedônia, que posteriormente, foi eliminada por Portugal, de Cristiano Ronaldo. O Português disputará, provavelmente, a sua última Copa do Mundo.

Ponto desfavoráveis e polêmicas

Qatar é um país extremamente conservador, machista, controlador, se comparado aos países ocidentais liberais, como o Brasil, por exemplo.

Respeitar as regras de um país soberano é o mínimo que devemos fazer. No dia 18 de novembro, às vésperas do início da Copa do Mundo, o Qatar anunciou que manterá a proibição de bebidas alcoólicas  em seu país. O consumo de álcool é proibido naquele país. Imagina o calor escaldante do Qatar, sem uma cerveja gelada na mão? Vai de água mesmo.

Além das questões relacionadas ao consumo de álcool, o Qatar também é famoso pela rigidez com que governa seu Estado, principalmente em relação às mulheres.

Boa parte da população — nativa ou expatriada — segue a religião e as leis islâmicas. A depender da interpretação da lei, há janelas para a repressão de direitos fundamentais das pessoas, principalmente mulheres. Quem vive lá diz que o Qatar não é tão extremista quanto outras nações árabes, mas há pontos de debate.

Patrocinador Master

A Budweiser é a patrocinadora master da Copa do Mundo do Qatar. Segundo comentários na imprensa durante todo o dia 18, as negociações parecem definitivas e a FIFA terá que reembolsar o valor do patrocínio (proporcional ao prejuízo) para a Bud. A FIFA poderá multar o país sede pela decisão. Que climão antes da Copa, hein?

Fazendo uma comparação, o Brasil proíbe, desde o começo dos anos 2000, propagandas de cigarro em TV e rádio, e a Fórmula 1 teve que se adaptar e não faz mais propagandas nas corridas realizadas aqui no Brasil.

Todos os campeões da Copa do Mundo

Só para relembrar e resgatar a memória, listei aqui todos os Campeões da Copa do Mundo, desde a sua origem. A Copa acontece de 4 em 4 anos.

Taça Jules Rimet

  • 1930 – Copa no Uruguai. Campeão: Uruguai | Vice: Argentina
  • 1934 – Copa na Itália. Campeão: Itália | Vice: Tchecoslovaquia
  • 1938 – Copa na França. Campeão: Itália | Vice: Hungria
  • 1942 – Não houve Copa por conta da Guerra
  • 1946 – Não houve Copa por conta da Guerra
  • 1950 – Copa no Brasil. Campeão: Uruguai | Vice: Brasil
  • 1954 – Copa na Suíça. Campeão: Alemanha Ocidental | Vice: Hungria
  • 1958 – Copa no Suécia. Campeão: Brasil | Vice: Suécia
  • 1962 – Copa no Chile. Campeão: Brasil | Vice: Tchecoslovaquia
  • 1966 – Copa na Inglaterra. Campeão: Inglaterra | Vice: Alemanha Ocidental
  • 1970 – Copa no México. Campeão: Brasil | Vice: Itália >

Com a conquista do Tricampeonato mundial, o Brasil ficou com a Taça Jules Rimet, que era prometida à seleção que conquistasse três títulos

A COPA DO MUNDO
A Copa do Mundo FIFA

Taça FIFA – COPA DO MUNDO FIFA – FIFA WORLD CUP

  • 1974 – Copa na Alemanha Ocidental. Campeão: Alemanha Ocidental
  • 1978 – Copa na Argentina. Campeão: Argentina | Vice: Holanda
  • 1982 – Copa na Espanha. Campeão: Itália | Vice: Alemanha Ocidental
  • 1986 – Copa no México. Campeão: Argentina | Vice: Alemanha Ocidental
  • 1990 – Copa na Itália. Campeão: Alemanha Ocidental | Vice: Argentina
  • 1994 – Copa nos Estados Unidos. Campeão: Brasil | Vice: Itália
  • 1998 – Copa na França. Campeão: França | Vice: Brasil
  • 2002 – Copa no Japão e na Coreia do Sul. Campeão: Brasil | Vice: Alemanha
  • 2006 – Copa na Alemanha. Campeão: Itália | Vice: França
  • 2010 – Copa na África do Sul. Campeão: Espanha | Vice: Holanda
  • 2014 – Copa no Brasil. Campeão: Alemanha | Vice: Argentina
  • 2018 – Copa na Rússia. Campeão: França | Vice: Croácia

Convocação da Seleção Brasileira

A foto oficial da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo

Professor Tite vai levar os seguintes jogadores para a Copa do Mundo. Confira os convocados e os números que os jogadores irão utilizar durante a competição. A numeração das seleções são fixas.

Goleiros 

  • Alisson – Liverpool (Camisa 1)
  • Ederson – Manchester City (Camisa 23)
  • Weverton – Palmeiras (Camisa 12)

Zagueiros

  • Militão – Real Madrid (Camisa 14)
  • Marquinhos – PSG (Camisa 4)
  • Thiago Silva – Chelsea (Camisa 3)
  • Bremer – Juventus (Camisa 24)

Laterais

  • Danilo – Juventus (Camisa 2)
  • Alex Sandro – Juventus (Camisa 6)
  • Daniel Alves – Pumas (Camisa 13)
  • Alex Telles – Sevilla (Camisa 16)

Meio-campo

  • Bruno Guimarães – Newcastle (Camisa 17)
  • Casemiro – Manchester United (Camisa 5)
  • Fabinho – Liverpool (Camisa 15)
  • Fred – Manchester United (Camisa 8)
  • Paquetá – West Ham (Camisa 7)
  • Everton Ribeiro – Flamengo (Camisa 22)

Atacantes

  • Neymar – PSG (Camisa 10)
  • Vinicius Júnior – Real Madrid (Camisa 20)
  • Antony – Manchester United (Camisa 19)
  • Rodrygo – Real Madrid (Camisa 21)
  • Raphinha – Barcelona (Camisa 11)
  • Richarlison – Tottenham (Camisa 9)
  • Pedro – Flamengo (Camisa 25)
  • Gabriel Jesus – Arsenal (Camisa 18)
  • Gabriel Martinelli – Arsenal (Camisa 26)

Os grupos da Copa do Mundo

Copa do Mundo sorteio
Cafú sorteou o Brasil como cabeça de chave do Grupo G

As 32 seleções estão divididas em 8 grupos com 4 seleções em cada. Cada grupo classifica os seus dois primeiros colocados para as oitavas de final.

  • Grupo A: Qatar, Equador, Senegal, Holanda
  • Grupo B: Inglaterra, Irã, EUA, País de Gales
  • Grupo C: Argentina, Arábia Saudita, México, Polônia
  • Grupo D: França, Austrália, Dinamarca, Tunísia
  • Grupo E: Espanha, Costa Rica, Alemanha, Japão
  • Grupo F: Bélgica, Canadá, Marrocos, Croácia
  • Grupo G: Brasil, Sérvia, Suíça, Camarões
  • Grupo H: Portugal, Gana, Uruguai, Coreia do Sul

O meu favorito?

Como bom brasileiro, o Brasil, é claro. E não apenas por isso, mas por sentir uma nova geração com mais gana de vencer e uma seleção muito bem organizada. E como bom palmeirense que sou, TODOS os títulos conquistados pela Seleção Brasileira, necessariamente havia um jogados que jogava pelo verdão.

Menções honrosas para a Argentina, que tem um caminho a ser percorrido e pode ser o adversário do Brasil em uma possível final na Copa do Mundo.

A Alemanha e seu futebol pragmático, bem como a França e a Holanda, que é a maior vice-campeã do torneio.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fotos Antigas

Câmera Jauclick

Agenda Jauclick

Mais conteúdo

Blog do César

mais blogs