Blog do Moraes – Paul 80 anos – Memphis Festival, General e afins

Os shows solo do Paul McCartney me fez virar a chavinha para virar fã dos Beatles. Post tem Memphis Festival, Beatles no General e outras lembranças!

Paul McCartney completa 80 anos hoje!

Nos anos 80 eu tinha uns lps com as coletâneas tradicionais dos Beatles. Sabia das mais mais!! Com a chegada do cd, eu comprei aquela coletânea dupla vermelha e azul com os quatro na sacada. Começou a aumentar meu leque mas ainda era as mais mais.

As bandas de rock  jauenses no começo dos anos 90 não inovavam no repertório beatle. Tocavam as tradicionais. O meu leque continuava o mesmo.

2.002 o leque abriu!

No ano 2.000 O Tido começou a organizar o  Memphis Beatles Festival. Os dois primeiros foram no Teatro e em 2.002 ele organizou no Aero Clube com várias bandas e no final a participação da banda Abbey Road.

Quem venceu o Festival foi a banda Matahare que teve a participação especial de Rodrigo Galdino e Mir de Oliveira. Apoteótico no final, o Abbey Road tocando Hey Jude e a participação das melhores bandas colocadas do Festival – Avisavizinha – Lord Byron – Matahare.

Lembro que na época tinha uma coluna no Vejau – “Pergunte ao Wilson que o Moraes Responde” e o bicho pegou por conta do resultado do Festival. Embates homéricos dos fãs do Lord Byron contra a minha pessoa. Foi ai que começou o lance da panela ahahaha.

Em 2.013 fiz uma matéria muito legal no meu antigo blog com o Tido falando das 13 primeiras edições do Memphis Festival.

“A mítica é incansável figura de Sir James Paul McCartney ainda espalha o carisma e a magia do inconfundível e competente som Beatle. O Velho Macca ainda cheio dos trejeitos e micagens da juventude. Sua previsão de que estaria decrépito aos 64 não vingou. É evidente a cruzada que empreendeu na busca da sedimentação e perenização do espírito beatle apesar de seu caricato, indisfaçável e insaciável ego. Antes assim. Long live Sir Macca.” Tido

Clica aqui e veja a matéria:

https://moraesjau.blogspot.com/2013/02/memphis-festival-completa-14-edicoes.html

Nos festivais do Tido que o meu leque começou a abrir. Eram várias bandas que tocavam de duas a três músicas, abrangendo várias épocas dos Beatles.

Tive o imenso prazer de ser convidado pra produzir o Beatles Festival pela Cultura de Jahu no Festival de Inverno de 2.019. Por causa da pandemia, acredito ter sido o último.

Festival de Inverno 2.019 – Parque do Rio Jahu

Sou fã do grande Tido, um cara que consegue fazer 20 festivais seguidos no interior de São Paulo!

A chavinha virou e Beatles virou a minha preferida…

Em 2.002 também, estava na casa dos Ometto quando Rafa Ometto me emprestou o DVD – Back USA – Paul is Live.

Era um show misturado com documentário. A formação da banda do Paul é praticamente a mesma até hoje. Cara, esse show mexeu totalmente com minhas estruturas. Virou a chavinha e partir desse Paul Is Live eu virei um maluco total por Beatles. Virou a chavinha total.

Comecei a entender a dimensão do que os Beatles são. Em todos os sentidos e esferas.

A partir de um show solo do Paul McCartney que Beatles virou minha banda preferida

Tem um All My Loving neste show em que filmam um senhor chorando ouvindo a música. É um choro pra dentro, significativo.

Dá uma sacada:

Beatles no General

Arte Abbey Road – Show 2.003 – Rafael Nardini

Em 2.003 no General trouxemos o Abbey Road e foi um fenômeno. Instrumentos iguais, figurino e as três fases dos Beatles – Terninho – Sgt Peppers – Hippie.

Palco General – 2.003

Alías, Abbey Road estará semana que vem no Caiçara Clube. Sábado, 25/06.

Após o Abbey Road, Cesar Kiles e Orah Neves, o Paul e John do Abbey Road sairam da banda e  montaram o Just Beatles x Just Rock. Era alto nível demais essa banda.

Just Beatles – meados de 2.009 2.010

Um pouco antes disso, fizemos umas Terças Cover no General. Numa delas foi de uma molecada de São Carlos chamada Beetles One. Eles eram muito novos de 14 a 16 17 anos. Lá por 2004 2005..

Beetles One 2.004 - General
Beetles One – 2.004

Essa molecada foi para Liverpool, ficou morando lá um tempo. O responsável deles nos contou que quando chegaram adesivaram o carro com a logo da banda.

No trânsito de Liverpool, um carro ao lado olhou para o veículo deles e perguntou “Tem algum Paul ai? O meu está doente. Preciso hoje para o Cavern Club ” . O responsável pelo Beetles One virou e disse “Tenho o Paul, mas contanto que a banda abra pra eles”. O quarteto são carlense ficou anos na Inglaterra e voltaram grandes para o Brasil.

Fizemos eles algumas vezes no General. Sensacional.

Uma noite de Beatles bem legal foi em maio de 2.013.

A Lolla Danceteria faria o show do Nando Reis. Precisávamos achar uma alternativa e apelamos para os Beatles. Juntamos cinco bandas de Jaú para tocar Beatles – Coronel Mustard – Marighela – Lady Jane – Mr. Dan – Patrões !!!

Fiz um post para divulgar a noite e no final várias pessoas daqui falando dos discos preferenciais do Fab Four.

https://moraesjau.blogspot.com/2013/05/toca-beatles-jahu-e-discos-dos-beatles.html

Mais duas menções honrosa para dois shows – Tributo Beatles do Lady Jane no Santo e uma dobrada da Matahare com Dream Band que só tocou Beatles. O Dream Band era PC, Gigão, Norba mais Carlão Francischini e Mir de Oliveira, o maior conhecedor de Beatles da cidade e quiçá do país.

Dream Band e Matahare - Camarim do General
Dream Band e Matahare – Camarim General

Nestas histórias de Beatles no General, a banda Rockover tinha como integrante Ronaldo Paschoa. O Rona é muito fã dos  Beatles. Ele foi o primeiro Lennon no Beatles Forever, uma das primeiras bandas covers de Beatles do Brasil.

Antes do Rockover, Ronaldo tocou por anos com Guilherme Arantes e é guitarrista da turma Marca da Zorra da Rita Lee.

Ronaldo Paschoa

Certa vez, estava na minha sala e ele chega a tarde com um cd com nada mais nada menos que umas cinquenta musicas dos Beatles em canais separados. Simplesmente apoteótico. Isso foi nos idos de 2.011 2.012. Lembro que fiz 30 cópias e distribui para trinta músicos de Jaú.

A cereja total do Bolo foi em 2.010 quando fui no Morumba ver o show do homem. Esses shows solos do Paul no Brasil e nas turnês mundiais, eles simplesmente faz o que ele quer. Toca os lado “bs”, carreira solo, muitas dos Beatles, covers e assim vai. O set list vira uma apoteose.

Morumbi 2.010

Um  show com três bis.  Set list do show do Paul no Morumbi em 2.010:

  1. Magical Mystery Tour
  2. Jet
  3. All My Loving
  4. Got To Get You Into My Life
  5. Highway
  6. Let Me Roll It
  7. The Long And Winding Road
  8. Nineteen Hundred and Eighty Five
  9. Let ‘Em In
  10. My Love
  11. I’m Looking Through You
  12. Two Of Us
  13. Blackbird
  14. Here Today
  15. Bluebird
  16. Dance Tonight
  17. Mrs. Vandebilt
  18. Eleanor Rigby
  19. Something
  20. Sing The Changes
  21. Band On The Run
  22. Ob-La-Di, Ob-La-Da
  23. Back In The USSR
  24. I’ve Got A Feeling
  25. Paperback Writer
  26. A Day In The Life / Give Peace A Chance
  27. Let It Be
  28. Live And Let Die
  29. Hey Jude
  30. Day Tripper
  31. Lady Madonna
  32. Get Back
  33. Yesterday
  34. Helter Skelter
  35. Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band / The End

E como dito acima, na verdade tudo isso para falar que esses shows solos do Paul fizeram com que eu me aprofundasse mais,  conhecesse, comprasse os cds e transformasse os Beatles na minha banda preferida há 20 anos.

Eu não enjoo de Beatles. Num pendrive com varias, quando aparece Beatles eu não consigo passar pra frente. Magnetismo total mesmo.

Paul McCartney é o maior artista do mundo em atividade! Vida longa ao Sir Paul.

Wilson Moraes

Wilson Moraes

Wilson Moraes, o Moraes, escreve periodicamente no Blog do Moraes, agora aqui no Jauclick

Agenda jauclick

Jimi´s

Tres Hombres

30/06/2022 • 00:00

Omega Lounge

Murilo Fonseca e banda

30/06/2022 • 20:00

Divino Boteco

Deixa Rollar

30/06/2022 • 20:00

CÂMERA JAUCLICK das baladinhas do mora

ÚLTIMAS NOTÍCIAS