Blog do Moraes • Pro dia Nascer Feliz na Javel – 22/05/1998

Memórias da divulgação dos anos 90! O negócio era RUA!

Há exatamente 24 anos atrás, 22/05/98, Marco Gigliotti, o Gigão me chamou para conversar e fazer um evento na Oficina da Javel.

Desde o começo dos anos 90 eu vendia convites para quase todas as festas que rolavam e em 1.996 comecei a fazer as minhas, praticamente no Flamingo´s. Fiz naquele ano de 96, “Festa do Apito”, “Arraial da Vaca Louca” e “Festa do Toca Gado”.

Nestes ínterins, sempre vendendo convites. Em 1.998  era promoter, também, do Beer Sport Bar, onde eram sócios o Gallo e o Balla. O meu trabalho de promoter era de venda de convites mas não tinha muita oportunidade de fazer as  minhas festas. Não havia uma abertura.

Foi nessa fase que o Gigão me chamou para fazer esta festa na Javel – “Pro dia Nascer Feliz”, dia 22 de maio em 1.998 com Dudu Galvão – Matahare e Os Patrões!

Dudu fez com Gigão. Matahare tinha na formação Rodrigo Galdino nos vocais, Zezão no contrabaixo, PC na guitarra, Edinho na percussão e Gigão na bateria.

Os Patrões eram Spilari, Rafael Giannini e Guto Campana.

Naquela época a divulgação era completamente diferente. A coisa era mais na unha.

Claro que as chamadas de rádio eram importantes (Tropical, Sintonia ou Transamérica em Dois Córregos), fazíamos camisetas e cartazes na cidade inteira na Mega Silk.

Mas o negócio era RUA.

O esquema era o seguinte, panfletagem nas saídas de escola na hora do almoço. Meio-dia no Instituto, da 12:30 a 13h, Objetivo, Interativo e Fundação. A noite, na Academia e no intervalo da faculdade na Fundação. Junto com as panfletagens, carro de som!

No centro, parávamos no Bar do Vinicio a tarde ficávamos  oferecendo os convites nos carros que passavam. Um oferecia e outro pedia para passar Nugget Branco atrás do carro.

Um dia antes do evento, na quinta, rolou uma carreata na frente da Faculdade. Era mão dupla.

A turma do Beer Sport tinha um monte de carrão, Omega, Suprema.Só carraço. Daqui a pouco chega a galera da Javel: Maverick, Chevrolezona do Rubão, Variant e todo mundo com o Jalequinho da Javel panfletando na rua. Foi sensacional!!

No dia da festa, na sexta de manhã, o Beer Sport Bar resolveu mudar a tática e vendeu convite a R$ 5,00 e deu cerveja de graça a noite inteira. Sim, cinco reais e bebia de graça toda a noite.

Mas não deu muito certo, a festa da Javel foi um furdunço.  Bombou geral!!

Depois da Javel praticamente não parei mais de fazer eventos. Várias no Canalha´s, Galpão Brasil, primeiro Reveillon da Bocada, Vejau Rock Gol, ai 2.002 chega o General e todos já sabem…

Era uma época diferente demais. 25 anos atrás…. Todo mundo teria que ir para a rua pra fazer virar. Não existia outro meio.

Isso não é saudosismo. Só eu sei como a internet, as redes sociais, o whatshapp é importante para divulgação e para agilidade das informações. Principalmente quando se faz evento toda semana como eu fazia no General, Santo etc..

Mas que era uma onda esse “tete-a-tete” na divulga era!

Wilson Moraes

Wilson Moraes

Wilson Moraes, o Moraes, escreve periodicamente no Blog do Moraes, agora aqui no Jauclick

Agenda jauclick

Jimi´s

Tres Hombres

30/06/2022 • 00:00

Omega Lounge

Murilo Fonseca e banda

30/06/2022 • 20:00

Divino Boteco

Deixa Rollar

30/06/2022 • 20:00

CÂMERA JAUCLICK das baladinhas do mora

ÚLTIMAS NOTÍCIAS