Blog do Moraes traz um breve histórico do Mandra!

Matéria do blog tem fotos, breve histórico em alguns relatos do Mandrake que completou 25 anos em 2023!

E não é que no meio de toda essa loucura que está na minha vida terei o prazer de ver um Mandrake Reunion. Domingo no Jimi´s as 19 horas.

Se estivesse totalmente na ativa, Mandrake em 2.023 completaria 25 anos. A banda  começou em 1.998.

Convivo com essa malucada desde o Causa Imediata, final dos anos 80, começo dos anos 90. O Causa Imediata que mais rodou foi Ometto, os Irmãos Guarnieri, Naka do Griswolds e Rica Romão.

Assistia ensaios na casa do baterista Rica Romão, fazia uns repertórios com o Ometto na sala de aula no 1º Colegial da Fundação. Ai depois a galera desencanou do “pop-rock” e montou o Iron Cover. Naka e Romão saíram e Bardi e Fulvio Mantelli entraram.

Iron Cover virou Vorpal Blade e vou falar proces, fora de Jaú a galera tocou barbaridade no cenário hard rock e heavy metal. Em 1.994, rolou um FestValda no Palace com um som cover do Iron Maiden (22 Acacia Avenue). O festival teve apresentação da Astrid e Zeca Camargo.

1998

Mandrake foi formado em 1.998.  Na história da banda, as únicas mudanças na formação foram na bateria. No começo, Armando Chrastello (que depois entraria nos Patrões) foi o primeiro, seguido de Lelê de Bauru e Guto Campana. Alexandre Ometto sempre foi vocalista, Silvano e Bardi os guitarristas e Cesar Guarnieri, o Vermeio, no contrabaixo.

Peguei o comecinho do Mandrake com o Armando,  mas depois a turma consolidou o nome primeiro em Bauru e depois o sucesso veio para Jaú.

Por motivos particulares, a banda parou em 2.007. Costumo dizer que o Mandrake não acabou porque não deu certo,  mas por motivos aleatórios.

O fim do Mandrake foi o baque pra galera acompanhava e um pouco para algumas bandas que estavam começando. O trabalho autoral era consistente, o show era fudido, clipe na MTV e do nada.. fim.

Eu participei de vários show do Mandrake. Vários shows no General foram memoráveis:

Os shows no começo em 2.002;

Em 2.003 uma dobrada com os Patrões que foi extraordinária;

Em 2.004, no aniversário de dois anos do General;

O lançamento do cd foi uma das maiores lotações do General;

E um dos dias mais especiais foi o lançamento do clipe em que Alexandre anuncia, o clipe passa no telão. A tela sobe e a banda entra com Eu Sou assim de novo. O General veio abaixo.

Após 05 anos, em 2.012 a banda se reuniu para uma reapresentação no General.

Em 2.019 a galera se reuniu por quatro vezes – Parque do Rio Jahu – Tarim – Barban – Shed.

Destes quatro shows, idealizei e trabalhei o do Parque do Rio Jahu. Foi no Festival de Inverno de 2.019 numa Mostra Autoral de Rock da cidade junto com Acelerados (que fez o som dos Patrões), Kito, Mr. Dan e O Psiconauta.

Sem ser piegas e exagerado, mas o show do Mandrake foi uma comoção. Só as próprias, Parque lotadaço.

Por isso os sons do Mandra merecem um capitulo a parte na matéria.

Eu tenho um carinho muito especial pelo Mandrake. Eu sou amigo dessa galera sem exagero há mais de 30 anos, vi começarem, era fã, acompanhava os shows e depois acabei virando contratante, parceiro de trabalho do Lê Ometto no Engenho e nos Rock Gols.

Aliás, as participações do Mandrake nos Vejau Rock Gols merece um capitulo a parte ehehe.

Domingo estarei lá!

SONS DO MANDRA

De 1.998 a 2.001 o Mandrake se notabiliza no cenário cover.

Em 2.001, Guto Campana participa das gravações das primeiras músicas próprias e dos singles deste ano e de 2.003.  Com a saída de Guto Campana, no final de 2.004, Well Bueno (ex-Barrados nos Bares e Cadillac Valvulado e atual Gato Carteiro e na época atual roadie da banda) entra na bateria. Com ele a banda grava o cd todo.

A partir da formação com Guto Campana, em 2.001, a banda começa a produzir seu trabalho próprio. No mesmo ano gravam a cover de Bob Dylan, All Allong The Watchower e a primeira composição do Mandrake – Ordem e Progresso.

Somente dois anos mais tarde, em 2003, a banda lançaria um CD promocional, desta vez com 5 faixas inéditas: Vontade, Sempre Igual, Tarde Demais, Nosso Mal, Criador Perfeito, além das duas faixas bônus do primeiro single. A empreitada rende dois sucessos regionais, “Vontade” e “Sempre Igual” que passam a ser muito executadas pelas rádios do interior.

O single serviria de base para o futuro cd do Mandrake.

Em 2.004, a banda participa do lançamento do Selo Engenho, Subindo a Ladeira com a música Eu Sou Assim. A faixa (assim como a coletânea, 7 das 11 tocaram muito na cidade) emplacou em Jaú e região e foi a música carro-chefe do cd Mandrake lançado em 2.005.

Lançado em julho de 2.005, no  General, o cd Mandrake tem as quatro do segundo single – Vontade, Sempre Igual, Tarde Demais, Nosso Mal, (apenas Criador Perfeito ficou de fora) – e Ordem e Progresso do primeiro, Eu Sou Assim do Subindo a Ladeira, além das inéditas Corre-Corre, Refrão da Noite Sem Fim, RCF, A Versão, Meu Vício, Estória Pra Dormir e Sozinho.

Em outubro de 2.005, a banda lança o primeiro vídeoclip do Mandrake na programação da MTV Brasil e dos principais programas musicais entre as emissoras do país. O Clipe é da música Eu Sou Assim

Em dezembro de 2005, a banda colocou uma faixa-inédita na segunda edição da coletânea “Subindo a Ladeira”, a música Voa Balão e no mesmo mês, fatura o prêmio do site carioca Canções (www.cancoes.com), oferecido aos melhores do ano.

Como dito na primeira parte, Mandrake fez uma reunião para o Festival de Inverno de 2.019 no Parque do Rio Jahu, só para tocar suas próprias.

Parque do Rio Jahu - 14/07/19

ATÉ LÁ NO JIMI´S! QUEM SABE OS LOCO NÃO SE ANIMA E FAZ UMA TURNE DE 25 ANINHOS EM 2.023, HEIN?

Compartilhe o artigo:

Wilson Moraes
Wilson Moraes
Wilson Moraes, o Moraes, escreve periodicamente no Blog do Moraes, agora aqui no Jauclick

Agenda Jauclick

publicidade

Seu site merece estar no topo!

Desenvolvemos sites com tecnologia preparada para integrar com as melhores ferramentas.

PUBLICIDADE - SOCIAL

Fortaleça a mensagem da prevenção!

Conheça as campanhas de prevenção trabalhadas no Hospital Amaral Carvalho e acesse e compartilhe os materiais para ajudar a levar a informação para mais pessoas.

Mais Blogs do Jauclick

till-a-luta-pela-justica

Till – Em busca de Justiça: Um filme Obrigatório

Till - Em Busca de Justiça': Filme impactante sobre racismo... (leia mais)
Simbolo-Centenário-do-XV-de-Jaú

XV de Jaú revela novo escudo em celebração ao seu centenário

O XV de Jaú celebra seu centenário com um rebranding... (leia mais)
literocupa 05.01

Entrevista com Tamires Frasson

O Blog faz sua primeira entrevista nesta nova fase aqui... (leia mais)