Cine Denadai

2023 em Números: Os 10 melhores, os 5 piores e todos os filmes que vi em 2023

André Denadai conclui sua Jornada Cinematográfica de 2023 com 197 Filmes, revelando os testaques e desafios na escolha dos Melhores e Piores do ano.

Encerro meu ano cinematográfico com 197 filmes assistidos.

Só filmes. Nenhuma série. Nenhum episódio ou capítulo de um troço que irá te enrolar por 5 anos e que vai chegar no final sem você se lembrar do começo. Ou seja, preciso de menos de 2 dias para ver um filme.

E é um experiência bem legal fazer uma lista de melhores e piores como essa. Mas confesso que está cada ano mais difícil. Estou ficando velho e sem tempo e sem saco para ver coisas ruins, então, ficou bem difícil escolher os 10 melhores do ano por excesso de opções e difícil de escolher os 5 piores por falta de opção.

Mas eu consegui!

Além dos 10 melhores e dos 5 piores vou me dar ao luxo de colocar o nome e as notas (do 0,5 a 5,0) de todos os filmes que eu vi esse ano. Eles não estarão em ordem de preferidos ou odiados.

Vamos lá não vou me alongar nos comentário para não ficar um texto muito grande.

Começamos com as perebas:

Óbvio que tem que ter um filme de super herói por aqui. E só tem um, por que nesse ano só vi três de “gênero” que anda muito em baixa. “The Flash” é recheado de piadas ruins e um roteiro que ousa viajar no tempo, mas viaja na maionese. Horrível do começo ao fim!

“65 – Ameaça Pré-Histórica” tem um ponto muito positivo. É bem curto, ou seja, nos poupa de efeitos especiais péssimos e um história que fraca e com personagens ruins. O fato do personagem principal conseguir conversar através de gestos com uma criança que não fala seu idioma é o ápice do absurdo desse desfavor ao cinema.

“Ursinho Pooh – Sangue e Mel” provavelmente está na minha lista de piores filmes de todos os tempos. Primeiro por ser ofensivo há um dos meus desenho favoritos da infância e também por existir. Na história, Pooh e Leitão ficam putos com Christopher Robin por terem sido abandonados depois que ele cresceu e passou na faculdade, e passam a matar todo mundo que aparece na frente. Pois é….sem mais….

“Sobrenatural – A Porta Vermelha” é o quinto capítulo de uma franquia péssima que só piora. Estou escrevendo desse filme, mas ele é tão ruim que não me lembro de nada. Com o perdão do trocadilho, mas que a porta esteja fechada para essa franquia.

“LBJ” é a cinebiografia que uma personalidade americana, mas não estamos falando de LeBron James, mas de Lyndon Baines Johsnon, o cara quer herdou a presidência dos EUA após a morte de John Kennedy. LBJ foi o responsável pela assinatura da Lei do Direitos Civis, onde os negros americanos poderiam voltar a frequentar os mesmo lugares que os brancos e o direito do voto, teoricamente dando o fim a segregação racial.

O problema é que o filme pouco cita os principais expoentes dessas conquistas, como Martin Luther King. Malcom X nem é citado. Fiz questão de contar e os negros aparecem 3 vezes no filme. Apanhando, trabalhando e seguindo ordem de patrão branco. Todas as discussões sobre o que é melhor para o negro são tratadas por brancos engravatados, colocando-os como a solução dos problemas do negros, mas na verdade é o contrário. Um filme vergonhoso!

Bem, chega de pereba, vamos para os 10 melhores do ano. De maneira bem sucinta. Um breve parecer do que eu vi e mais gostei. Lembrando, sem ordem de preferência.

Começamos com “Oppenheimer”. Sucesso e crítica e bilheteria, esse filme tem tudo para ser dos maiores vencedores na noite do Oscar 2024. Um filme de muitos diálogos, todos bem escritos e sempre com uma tensão no ar, fazendo com as 3 horas de produção flua de maneira rápida.

E não se preocupe, apesar de muitas falas tratando de assuntos de física e química, os diálogos são bem didáticos e longe de serem cansativos. Um filme maravilhoso de interpretações primorosas. Cinema da maior qualidade! Disponível em: Shock Video Café.

Obviamente que não poderia faltar um filme do Scorcese, e esse filme é “Assassinos da Lua da Flores”. Seu último filme é espetacular.

O cara que desce a lenha em filmes de super heróis e faz inimigos nerds mundo afora. Uma obra com assassinatos, romance, drama, suspense, repletos de ótimas intepretações e com uma duração extensa que não cansa, já que ela é usada para explorar todos os personagens, fazendo com que nenhum seja irrelevante no filme. Mas uma obra prima do mestre das obras primas. Disponível em: Shock Video Café.

Esse ano fui apresentado para o cinema da Bélgica, não me lembro de nada relevante até então que eu tenha vista. Mas, além de “Alabama Monroe”, outro filme belga que me fez ficar de queixo caído devido a sua qualidade e de sua história pesada e real, foi “Close”. Meu Deus! Um filme que indiquei para meu amigo psicólogo e colega de trabalho Paulo Bricce, pois trata de um assunto muito pertinente com quem trabalha com adolescentes. Sensível, cruel, realista e arrebatador. “Close” é foda! Disponível em: MUBI.

Bem, apesar de não classificar o melhor filme do ano nessa lista, um dos que mais teria possibilidade de ocupar o alto do pódio seria “Alabama Monroe”. Uma história de amor contada do início maravilhoso até um desfecho que é melhor eu nem comentar. Até por que, o que mais me encantou nesse filme, foi assisti-lo sem saber de nada. E isso eu recomendo para todo e qualquer filme. Não leia sinopse! Que filme. É de arrepiar só de lembrar para escrever essa resenha. Disponível em: Reserva Imovision.

Ainda na Europa, mas mais ao note, no meio da década de 1990 surgia na Dinamarca um movimento chamado Dogma 95. Criado por Lars Von Trier e Thomas Vintenberg, o movimento consiste na produção de filmes numa maneira menos tecnológica e mais amadora. Suas principais características são filmes sem trilha sonora, sem efeitos especiais, fotografia com luz natural e sem atores profissionais.

Foco total na direção, nas atuações e no roteiro. Eis que aí surge essa maravilha chamada “Festa de Família”. O título já dá uma cara do que iremos encontrar, mas fique sabendo que, qualquer treta política na sua família nesses tempos de polarização no Brasil, chega perto do que acontece aqui! Sem mais… Disponível em: MUBI.

Eu gosto de filmes antigos.

E é de 1944 o próximo da lista. “Pacto de Sangue” tem uma história simples. Uma esposa insatisfeita com seu casamento, um vendedor de seguros e uma apólice milionária. Pronto. Eis aí uma premissa simples, mas que nas mão do diretor Billy Wilder, se torna uma trama de suspensa tensa e com interpretações espetaculares.

Inclusive, BillY Wilder poderia colocar mais uns dois filmes pelo menos nessa lista, ainda não sei por que “Crepúsculo dos Deuses” não está aqui. Mas provavelmente estará numa lista futura.

E terror? Esse gênero também seria capaz de estar na lista de melhores filmes de alguém?  Sempre!

E nem precisa ser o clássico “O Exorcista”. O cinema de terror se renova nas mão de Ti West e ele nos entrega os dois primeiros capítulos de uma, até então, excelente trilogia.

Depois de “X: A Marca da Morte”, o diretor no entrega uma obra de arte do terror chama “Pearl”, que, cronologicamente, seria o primeiro filme. Com um terror que vai crescendo na medida que o tempo passa, o filme é recheado de ótimas interpretações, principalmente da protagonista Mia Goth, que em um monólogo, seguido de uma assassinato extremamente bem filmado, entrega uma das melhoras cenas que vi esse ano. Terror também é arte! Disponível em: Shock Video Café e GloboPlay.

O próximo filme poderia estar na lista que fiz sobre road movies há um tempo, mas aí não sei se eu repetiria ele aqui. O mexicano “E Sua Mãe Também” é dos filmes que demorei para ver por falta de oportunidades. Quando vi, assisti um filme que coloca em conflito a amizade de dois amigos que partem para uma viagem com uma conhecida mais um pouco mais velha que é uma bomba de sensualidade. Repleto de belas imagens do México e com grandes surpresas no final, esse filme fala muito sobre amadurecimento, principalmente da passagem da adolescência para a vida adulta. Amigos e amigos ficam para trás e é preciso saber lidar com isso. Disponível em: Acervo próprio.

E é óbvio que teremos filme brasileiro na área. E serão dois! E dois documentários.

O primeiro, documenta o que na verdade era para ser um filme. “Cabra Marcado Para Morrer” contaria a história de João Pedro Teixeira, camponês e líder das Liga Camponesa do Sabé, movimento que tinha como objetivo a reforma agrária. João foi morto por latifundiários. O longa foi interrompido dias depois do golpe militar e nunca pode ser feito. Mas, 20 anos depois, Eduardo Coutinho volta para a região para encontrar os familiares de João e como está a situação local. Revoltante e obrigatório! Disponível em: Shock Video Café e acervo próprio.

E para finalizar, pode não ser o melhor, mas o mais importante filme que vi em 2023. E também o que mais me identifiquei. “Retratos Fantasmas” é um documentário de Kléber Mendonça Filho que fala de cinema e urbanização de Recife.

E meus TCCs das faculdades que cursei falavam sobre isso, mas de Jaú, obviamente. Cinemas na faculdade de história e urbanização na faculdade de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Um documentário maravilhoso e nostálgico, já muito bem explorado pelas palavras do Moraes em seu blog aqui no site jauclick. Um filme que mostra a importância do cinema e o por que ele é diferente de tv, séries e streaming. O quanto o cinema é importante para mim é explicável, trata-se de algo sentimental, mas também filosófico. É explicável, mas pode ser totalmente incompreensível para quem não viveu o que eu vi no cinema Municipal de Jahu. Disponível em: Netflix.

O texto ficou longo, mas assim encerro meu primeiro ano contribuindo com o jauclick.

Geralmente falo de 5 filmes e desse vez falei de 15!

Mas foi legal mostrar o que vi esse ano.

Ótimo 2024 e que venham mais e melhores filmes sempre.

E para encerrar, tudo o que é assisti em 2023:

  • – Um Bom Ano (2006) – 5,0
  • – Clube da Luta Para Meninas (2023) – 3,5
  • – Maestro (2023) – 4,0
  • – Jogos Mortais X (2023) – 2,5
  • – Assassino da Lua das Floes (2023) – 5,0
  •  – A Fuga das Galinhas: A Ameaça dos Nuggets (2023) – 3,5
  • – Oppenheimer (2023) – 5,0
  • – Barbarella (1968) – 2,5
  • – Três Enterros (2005) – 5,0
  • – Cercados (2023) – 3,5
  • – Rio Bravo (1950) – 3,0
  • – Testemunha de Acusação (1957) – 5,0
  • – O Homem das Novidades (1928) – 5,0
  • – Procura-se um Amigo Para o Fim do Mundo (2012) – 4,0
  • – Megatubarão 2 (2023) – 2,0
  • – Nosso Amigo Extraordinário (2023) – 3,5
  • – There´s Nothing Out Here (1991) – 3,0
  • – Marcados: A História do Racismo nos EUA (2023) – 5,0
  • – A Noite das Bruxas (2023) – 3,5
  • – Rustin (2023) – 4,0
  • – Mother: A Busca Pela Verdade (2009) – 4,5
  • – Barbie (2023) – 4,0
  • – Noites Alienígenas (2022) – 4,0
  • – Esquema de Risco: Operação Fortune (2023) – 3,0
  • – Tempestade de Gelo (1997) – 4,5
  • – O Assassino (2023) – 3,5
  • – Cidade de Mentiras (2018) – 3,0
  • – Cowboys (2020) – 3,5
  • – Viver (2022) – 4,5
  • – Retratos Fantasmas (2023) – 5,0
  • – EO (2022) – 3,5
  • – O Próprio Enterro (2023) – 4,5
  • – Irmã Morte (2023) – 4,0
  • – Drácula – A ùltima Viagem do Démeter (2023) – 3,0
  • – Missão: Impossível – Acerto de Contas Parte Um (2023) 3,5
  • – O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro (1969) – 4,5
  • – Fale Comigo (2022) – 4,0
  • – Que Horas eu te Pego? (2023) – 3,0
  • – Estranha Forma de Vida (2023) – 4,5
  • – Uma História Americana (1990) – 5,0
  • – A Um Passo da Eternidade (1953) – 5,0
  • – Ursinho Pooh: Sangue e Mel (2023) – 0,5
  • – Boogeyman: Seu Medo é real (2023) – 3,0
  • – Dezesseis Facadas (2023) – 4,0
  • – Armageddon Time (2022) – 4,0
  • – Ela Disse (2022) – 4,0
  • – Sobrenatural: A Porta Vermelha (2023) – 2,0
  • – The Flash (2023) – 1,5
  • – A Fera (2022) – 3,5
  • – Um Herói (2021) – 4,5
  • – Halloween Ends (2022) – 2,5
  • – Post Mortem (2010) – 4,0
  • – O Conde (2023) – 4,0
  • – Guardiões da Galáxia Vol. 3 (2023) – 4,0
  • – Frost/Nixon (2008) – 4,5
  • – Despedida em Las Vegas (1995) – 5,0
  • – A Testemunha (1985) – 3,5
  • – Ninguém vem te Salvar (2023) – 2,5
  • – Ronin (1998) – 4,0
  • – The Rover – A Caçada (2014) – 3,0
  • – Neruda (2016) – 4,0
  • – A Copa (1999) – 4,0
  • – Rei do Ringue: A História de Jem Belcher (2022) – 2,5
  • – Oferenda ao Demônio (2022) – 3,5
  • – M-8: Quando a Morte Socorre a Vida (2019) – 3,5
  • – Avatar: O Caminho das Águas (2022) – 4,5
  • – Venus (2022) – 3,0
  • – Garotos Incríveis (2000) – 5,0
  • – Till – A Busca por Justiça (2022) – 5,0
  • – Clonaram Tyrone (2023) – 4,0
  • – Babilônia (2022) – 4,5
  • – John WIck 4: Baba Yaga (2023) – 4,5
  • – Sisu (2022) – 3,0
  • – Rota da Morta (2003) – 4,0
  • – Uma História Real (1999) – 5,0
  • – Blaze, O Escândalo (1989) – 3,0
  • – O Vale do Amor (2015) – 4,0
  • – Upgrade: Atualização (2018) – 3,5
  • – Hellraiser: Renascido do Inferno (2022) – 3,5
  • – Muito Além do Jardim (1979) – 4,0
  • – Beau Tem Medo (2023) – 2,5
  • – Império da Luz (2022) – 4,0
  • – O Guia do Mochileiro das Galáxias (2005) – 4,5
  • – A Baleia (2022) – 4,5
  • – Miss Julie (2014) – 3,0
  • – Uma Obsessão Desconhecida (2022) – 3,5
  • – A Roleta da Morte (2023) – 3,5
  • – O Retorno da Lenda (2021) – 3,5
  • – LBJ (2016) – 2,0
  • – Não se Preocupe, Querida (2022) – 3,0
  • – Frio nos Ossos (2023) – 3,0
  • – Iniciação (2020) – 2,0
  • – Renfield – Dando o Sangue Pelo Chefe (2023) – 2,5
  • – A Vida Secreta de Walter Mitty (2013) 3,5
  • – Saint Amour: Na Rota do Vinho (2016) – 4,0
  • – O Estrangulador de Boston (2023) – 3,0
  • – Super Mario – O Filme (2023) – 4,0
  • – O Exorcista do Papa (2023) – 2,5
  • – O Pacto (2023) – 3,5
  • – Recordações de Um Amor (1942) – 4,0
  • – Sinais do Mal (2002) – 4,5
  • – Glória Feita de Sangue (1957) – 5,0
  • – Terra de Ninguém (2001) – 4,5
  • – Creed III (2023) – 4,0
  • – O Urso do Pó Branco (2023) – 3,0
  • – Batalha Real (2000) – 3,5
  • – E Sua Mãe Também (2001) – 5,0
  • – O Resgate 2 (2023) – 2,5
  • – 65 – Ameaça Pré-Histórica (2023) – 1,5
  • – Batem à Porta (2023) – 4,5
  • – M3GAN (2022) – 3,5
  • – Top Gang 2! A Missão (1993) – 2,5
  • – Até os Ossos (2022) – 3,0
  • – Os Cinco Dmônios (2022) – 3,0
  • – Era uma Vez um Gênio (2022) – 3,5
  • – Fuga das Galinhas (2000) – 5,0
  • – A Morte do Demônio: Ascenção (2023) – 4,0
  • – Crime Verdadeiro (1999) – 3,5
  • – Crepúsculo dos Deuses (1950) – 5,0
  • – Dungeons & Dragons: Honra Entre Rebeldes (2023) – 3,5
  • – Pânico VI  (2023) – 3,5
  • – King no Deserto (2018) – 5,0
  • – Close (2022) – 5,0
  • – Air (2023) – 4,0
  • – Rye Lane: Um Amor Inesperado (2023) – 4,5
  • – Pantera Negra: Wakanda Forever (2022) – 3,0
  • – Anjos da Lei 2 (2014) – 4,0
  • – Cabra Marcado Para Morrer (1984) – 5,0
  • – Greyhound: Na Mira do Inimigo (2020) – 3,0
  • – Emancipação (2022) – 3,5
  • – Passagem (2022) – 4,0
  • – Vida Amargas (1955) – 4,5
  • – Kill Boksoon (2023) – 3,0
  • – Monster – Desejo Assassino (2003) – 4,0
  • – Os Fabelmans (2022) – 4,0
  • – O Ouro de Nápoles (1954) – 4,0
  • – Quem Bate à Minha Porta? (1967) – 4,5
  • – Casamento Sangrento (2019) – 3,5
  • – Anjos da Lei (2012) – 3,5
  • – Túmulo dos Vagalumes (1988) – 5,0
  • – Perdidos na Noite (1969) – 3,5
  • – ATL: O Som do Gueto (2006) – 4,0
  • – Triângulo da Tristeza (2022) – 5,0
  • – Holly Spider (2022) – 5,0
  • – Casa de Areia e Névoa (2003) – 5,0
  • – Perseguição nas Alturas (2022) – 1,5
  • – Serpico (1973) – 4,0
  • – A Noiva Cadáver (2005) – 4,5
  • – Quatro Casamentos e Um Funeral (1994) – 3,5
  • – Meu Amigo Totoro (1988) – 4,5
  • – Mudbound: Lágrimas Sobre o Mississipi (2017) – 5,0
  • – We Are The Dream: The Kids Of The Oakland MLK Oratorical Fest (2020) – 5,0
  • – Olhos de Serpente (1998) – 3,0
  • – Do Inferno (2001) – 4,0
  • – Apenas Um Sonho (2008) – 4,5
  • – Paris, 13º Distrito (2021) – 4,5
  • – Blue Jasmine (2013) – 3,5
  • – Pacto de Sangue (1944) – 5,0
  • – A Última Noite de Boris Grushenko (1975) – 4,0
  • – Viver e Morrer em Los Angeles (1985) – 4,0
  • – As Sufragistas (2015) – 4,0
  •  – Tár (2022) – 5,0
  • – Alabama Monroe (2012) – 5,0
  • – O Vingador Tóxico (1984) – 2,0
  • – The Wastland (2021) – 6,0
  • – A Primeira Noite de um Homem (1967) – 5,0
  • – Roma, Cidade Aberta (1945) – 5,0
  • – Tudo em Todo luar ao Mesmo Tempo (2022) – 3,5
  • – Pearl (2022) – 5,0
  • – Alcarràs (2022) – 4,0
  • – Nanny (2022) – 3,0
  • – Arremessando Alto (2022) – 3,5
  • – Dr. Martin Luther King, Jr.: A Historical Perspective (1994) – 5,0
  • – O Acontecimento (2021) – 4,5
  • – Eiffel (2021) – 3,0
  • – Os Banshees de Inisherin (2022) – 5,0
  • – 45 do Segundo Tempo (2022) – 4,0
  • – Ânsia de Amar (1971) – 3,0
  • – O Morto Ambulante (1936) – 4,5
  • – A Mulher Rei (2022) – 4,5
  • – Smile (2022) 3,5
  • – Glass Onion: Um Mistério Knives Out (2022) – 4,0
  • – O Menu (2022) – 3,5
  • – Festa de Família (1998) – 5,0
  • – Men: Faces do Medo (2022) – 6,0
  • – Morte, Morte, Morte (2022) – 2,0
  • – Zumbi, A Legião dos Mortos (1932) – 4,5
  • – A Grande Noite (2012) – 3,5
  • – Top Gun: Maverick (2022) – 4,0
  • – O Batedor de Carteiras (1959) – 4,0
  • – Juno (2007) – 5,0
  • – O Oficial e o Espião (2019) – 3,5
  • – Aftersun (2022) – 5,0
  • – Bardo, Falsa Crônica de Algumas Verdades (2022) – 3,0
  • – Veja Como Eles Correm (2022) – 3,5
  • – Os Girassóis da Rússia (1970) – 4,5
  • – X: A Marca da Morte (2022) – 4,0
André Denadai
André Denadai
André é jauense, xvano, palmeirense e apaixonado por cinema e ele escreve periodicamente para o Jauclick.

Compartilhe o artigo:

Agenda Jauclick

publicidade

Seu site merece estar no topo!

Desenvolvemos sites com tecnologia preparada para integrar com as melhores ferramentas.

PUBLICIDADE - SOCIAL

Fortaleça a mensagem da prevenção!

Conheça as campanhas de prevenção trabalhadas no Hospital Amaral Carvalho e acesse e compartilhe os materiais para ajudar a levar a informação para mais pessoas.

Mais Blogs do Jauclick

destaques-Jauclick-16-de-outubro

Notícias de Jahu.. O que vai rolar por aí.

Notícias que aconteceram e algumas coisas que acontecerão.... (leia mais)
coquinho01

Bate papo com Fernando Milani do Circênico

O artista falou do Festival, presente e futuro do Circênico,... (leia mais)
tocarock08

Jauenses produzem espetáculo sobre a história do rock

Toca Rock repassa a história do rock ´n roll no... (leia mais)